ACOLHIMENTO            

Porquinho órfão salvo de fazenda ganha urso de pelúcia para superar luto

           
Foto: Ilustração | Pixabay

Não faltam evidência que os animais explorados e criados para consumo são seres sencientes e com capacidade de sentir e expressar emoções complexas. Cientistas apontam que porcos são tão inteligentes quanto seres humanos e conseguem reter memórias, fazer planos e criar laços profundos com outros animais. Ignorar o quanto esses animais querem e devem viver é desumano.

Um desses exemplos é a história do porquinho Louis. Ele e sua irmão, Emily, foram resgatados de uma fazenda onde teriam como único destino a morte. Eles foram acolhidos pelo santuário Goats of Anarchy, em Hampton, Nova Jersey (EUA). Emily, infelizmente, não sobreviveu e faleceu poucos dias após chegar local. Louis passou um longo processo de luto.

Mas não precisou enfrentar esse momento difícil sozinho. Os ativistas do santuário o presentearam com um ursinho de pelúcia, o qual ele não se separa em nenhum instante. Louis tem uma importante jornada de recuperação e cura, mas está dando passos na direção de um futuro brilhante. Ele nunca se sentirá solitário e estará sempre cercado de amor.

O Goats of Anarchy é uma organização incrível que se concentra no resgate de cabritos com necessidades especiais, incluindo aqueles que sofrem de cegueira, distúrbios neurológicos, amputações, defeitos de nascença e maus-tratos. O santuário é o lar de mais de 50 cabras e outros animais, incluindo porcos, ovelhas, galinhas e um mini cavalo.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo