FLAGRANTE            

Tamanduá-mirim faz gesto de “abraço” após ser resgatado em Goiás

Biólogos explicam que o gesto do animal representa uma forma de defesa em situações em que se sente ameaçado ou acuado            
Na imagem, um bombeiro e um tamanduá
Bombeiros registram movimento de ‘abraço’ de tamanduá-mirim ao soltá-lo em mata após resgate em Morrinhos, Goiás – Foto: Reprodução

O Corpo de Bombeiros registrou uma cena comovente: durante a soltura de um tamanduá-mirim resgatado, o momento em que o animal abre os braços em um movimento de “abraço”.

O tamanduá foi resgatado neste último domingo (17/10) em Morrinhos, no sul de Goiás.

Um vídeo publicado pelo portal Metrópoles mostra o momento em que o animal é retirado da gaiola, fica em pé e abre os braços.

Veja o vídeo:

O Corpo de Bombeiros informou que o tamanduá-mirim foi encontrado por um pedreiro que chamou a equipe de resgate ao vê-lo em uma casa em construção.

O animal estava no canto do corredor, próximo a tábuas na obra.

Biólogos explicam que o gesto do animal representa uma forma de defesa em situações em que se sente ameaçado ou acuado.

O tamanduá-mirim foi solto em uma área de mata afastada da cidade.

As maiores causas de mortalidade do tamanduá-mirim são atropelamento, ataque de cães e depredação do habitat por ação humana.

O mamífero pode ser encontrado em matas mais baixas de vários países da América do Sul, o que aumenta o risco de contato com estradas e rodovias.

Na imagem, um bombeiro com tamanduá
Bombeiros registram movimento de ‘abraço’ de tamanduá-mirim ao soltá-lo em mata após resgate em Morrinhos, Goiás — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo