SUSTENTABILIDADE            

Produção de alternativas ao couro, à lã e à seda lucram US$ 312 milhões

           
Foto: Divulgação

Segundo o site Vegazeta, uma empresa japonesa arrecadou 312 milhões de dólares em rodada de investimentos em vestimentas éticas e sustentáveis. A empresa de biotecnologia Spiber, utiliza materiais veganos e biodegradáveis em substituição ao couro, à lã e à seda. 

Atualmente a empresa está avaliada em um bilhão de dólares. Além de, ter garantido um grande volume de recursos por meio da empresa de fundos de private equity Carlyle. 

Entretanto, os investimentos serão usados na construção de uma instalação para produção em grande escala dos materiais veganos biodegradáveis.

“Acreditamos que podemos ajudá-los a expandir seus negócios por meio de fusões, aquisições e expansões no exterior, para que sejam grandes o suficiente para estrear na bolsa de Tóquio ou no exterior”, comenta a Carlyle em uma publicação deste mês de setembro.

Atualmente, a Spiber desenvolve seus produtos por meio de tecnologia a partir da fermentação para formação de polímeros à base de vegetais. Portanto, esse material é utilizado na criação das versões veganas de couro, lã, seda e peles.

Tecnologia Inovadora

“Os materiais da Spiber são produzidos por meio de um processo de fermentação que usa açúcares e micróbios em vez de matérias-primas petroquímicas ou de origem animal”, segundo as informações do site da empresa de biotecnologia .

“A tecnologia exclusiva de fermentação microbiológica usada na produção de proteína fermentada mostra um potencial considerável para evitar preocupações éticas e ambientais, incluindo altas emissões de gases de efeito estufa frequentemente associadas às fibras animais comumente usadas.”

Por fim, na lista de clientes da empresa, estão a marca esportiva Goldwin que usa matéria-prima fornecida pela Spiber na confecção dos seus produtos e a montadora Lexus, do grupo Toyota, na produção dos assentos com o material livre de crueldade animal.

 

 

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo