AMOR            

Mulher que se negou a abandonar cão ao engravidar celebra amizade entre animal e bebê

Clara, atualmente com 1 ano e meio, é a melhor amiga de Buda, um cachorro que a acompanha desde a gravidez de sua mãe            
Foto: Arquivo pessoal

Jaqueline Fernandes, de 26 anos, é uma das tantas mulheres que, ao engravidar, foi orientada a se desfazer de seu cachorro. Buda, no entanto, sempre foi parte de sua família e abandoná-lo nunca foi sequer cogitado. E foi essa escolha que permitiu que Clara, atualmente com 1 ano e meio, pudesse desfrutar de uma verdadeira amizade com o cachorro, que é companheiro leal da menina.

Moradora de Curitiba, no Paraná, Jaqueline conta que Buda, de 3 anos, é um cachorro tranquilo e que a convivência dele com Clara tem sido muito benéfica.

“A gente ficava com esse receio, imagina se ele pula, se vai algum pelinho na boca ou no olho do neném, a gente tinha todo esse cuidado. Mas hoje em dia ele é totalmente diferente do que era antes, ele é muito delicado, ele é o cachorro mais paciente que eu conheço, não é à toa que o nome dele é Buda”, contou ao G1.

A descoberta da tutora sobre a mudança comportamental do cachorro ocorre em muitas famílias. Isso porque os animais são sensíveis e é comum que percebam que precisam ter cuidado quando se aproximam de bebês. E no caso de Buda, essa sensibilidade foi aflorada antes mesmo do bebê nascer. Isso porque, segundo a tutora, o cão foi o primeiro a descobrir a gravidez.

“Foi um momento em que ele começou a ficar muito desesperado, onde eu ia, ele ia também. Eu deitava no sofá, e ele deitava em cima da minha barriga. Eu falava: ‘tem alguma coisa estranha’. Depois de algumas semanas, a gente acabou descobrindo que eu estava grávida”, lembrou.

Foto: Arquivo pessoal

Desse dia em diante, os laços de afeto entre Clara e o cachorro se solidificaram cada vez mais. Hoje, eles fazem sucesso nas redes sociais, encantando milhares de internautas com fotos e vídeos nos quais aparecem juntos.

O sucesso foi tanto que Jaqueline decidiu fazer um perfil nas redes sociais dedicado à Buda e Clara. Mais de 109 mil pessoas acompanham a dupla. “Tem muitos comentários, as pessoas amam a Clara e o Buda. É bem legal. A gente fica muito feliz com carinho das pessoas”, disse a mãe.

De acordo com a médica Ana Paula Romanini, o convívio de bebês e crianças com animais é benéfico. “Os animais estimulam a parte cognitiva e afetiva do ser humano. Para isso, não interessa em que fase você está, se é criança, adulto ou idoso. Essa sinergia da natureza humana não explicada faz sentido, estimula, é neuro sensitivo. Esse desenvolvimento de carinho, de caráter, de personalidade faz completo sentido quando você envolve um animal. Tenham animais, façam contatos com animais”, incentivou.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo