LEI SANSÃO            

Cães são resgatados e tutora é presa por maus-tratos em São Leopoldo (RS)

Um dos cães estava ferido e os dois estavam com dezenas de carrapatos. Depois do resgate, os animais foram levados para o Canil Municipal            
Cães são resgatados depois de maus-tratos
Cães são resgatados depois de maus-tratos – Foto: Divulgação/Guarda Municipal

Dois cães foram resgatados em São Leopoldo, na Região Metropolitana de Porto Alegre (RS), em condições lastimáveis. A tutora dos animais, uma mulher de 43 anos, foi presa em flagrante por maus-tratos na última quinta-feira (7/10).

A libertação dos cachorros ocorreu depois de uma operação em conjunto realizada pela Secretaria Municipal de Proteção Animal (Sempa), Grupamento Ambiental da Guarda Municipal de São Leopoldo e Polícia Civil.

Segundo o portal G1, um dos cães estava ferido e os dois estavam com dezenas de carrapatos.

De acordo com a Guarda Municipal, a mulher já havia sido notificada pela Secretaria Municipal de Proteção Animal no dia 23 de setembro depois de denúncias sobre a situação dos cães.

Ela foi orientada a melhorar as condições em que os cães se encontravam.

No entanto, em uma nova inspeção no dia 7 de outubro, a fiscalização constatou que a mulher mantinha os animais na mesma situação de maus-tratos.

“Um deles estava ferido, e ambos com dezenas de carrapatos. Os vizinhos quem alimentavam e davam comida. O estado nutricional até bom (devido a vizinhança alimentar) mas as condições dos animais e do local onde se encontravam eram lastimáveis”, contou inspetor chefe do Grupamento de Defesa Ambiental da Guarda Municipal, Emerson Luis dos Anjos Lima ao portal G1.

Os cães foram levados para o Canil Municipal de São Leopoldo e a mulher foi encaminhada ao sistema prisional.

Maus-tratos

O crime de maus-tratos a cães e gatos prevê pena de dois a cinco anos de reclusão, além de multa. A pena foi aumentada em 2020 através da Lei Sansão (Lei 14.064/20).

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo