FINAL FELIZ            

Pit bull resgatado após maus-tratos é adotado por policiais: ‘Só têm amor para nos dar’

Pesando apenas 10 quilos e com os ossos aparentes, o cão ficou em tratamento por dois meses. E foi sua história sofrida que comoveu os policiais            
Foto: Arquivo pessoal

Um cachorro da raça pit bull resgatado após maus-tratos foi adotado por policiais e passou a viver em um quartel da Polícia Militar na cidade de Crato, no Ceará. Apaixonados pelo cão, os agentes cuidam de Baruk com muito carinho e o chamam carinhosamente de “soldado”.

Resgatado no final de julho pela Associação Defensora dos Animais Carentes (ADAC), Baruk foi negligenciado pelo próprio tutor, foi diagnosticado com desnutrição grave e precisou de transfusões sanguíneas para sobreviver, já que estava com as plaquetas baixas.

Pesando apenas 10 quilos e com os ossos aparentes, o cão ficou em tratamento por dois meses. E foi sua história sofrida que comoveu os policiais.

“Ele sofreu muito. O Baruk quase não tinha mais nem sangue nas veias quando foi resgatado. Nós acompanhamos e o cãozinho nos conquistou. Hoje nós estamos cuidando dele, ele está na nova casa e está dando super certo”, contou ao G1 a cabo Genaíza Alencar.

Foto: Arquivo pessoal

Recuperado, Baruk hoje pesa 30 kg e tem 11 meses de idade. Tratado com muito amor, ele já ganhou até uma farda da corporação, que comprova o quão errado é ter preconceito com os pit bulls. Dócil e carinhoso, o cão se dá bem com todos os policiais.

“Fica aqui o nosso apelo para que as pessoas cuidem e deem um pouquinho mais de amor, porque os bichinhos só têm amor para nos dar. E tomem como exemplo, que adotem mais e amem nossos bichinhos”, concluiu Genaíza.

Foto: Arquivo pessoal

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo