FINAL FELIZ            

Gato abraça tutores ao reencontrá-los após ficar desaparecido por 10 anos

De volta ao lar, Forbes, como é chamado o gato, passou a conviver com outros dois gatos e com dois cachorros            
Foto: Reprodução/SPCA

Forbes tirou a sorte grande e, contra todas as impossibilidades de sobrevivência na rua, voltou para casa após ficar desaparecido por 10 anos na Escócia. Seus tutores, Neil e Lucy Henderson, puderam reencontrar o animal graças a um microchip de identificação que guardava informações de contato do casal. No momento do reencontro, Forbes abraçou Lucy, dando à tutora a sensação de que ele havia a reconhecido mesmo após uma década distantes.

Para a surpresa do casal, o gato foi encontrado a cerca de três quilômetros do local onde havia se perdido. Embora gatos sejam animais territorialistas que, de fato, não costumam percorrer longas distâncias por preferirem se manter perto do local que reconhecem como deles, o sumiço por 10 anos fez Neil e Lucy desacreditar não só da chance do reencontro, como da possibilidade do animal estar nos arredores do imóvel de onde fugiu em março de 2011.

Na época do desaparecimento, os tutores de Forbes espalharam cartazes e bateram na porta de cada um de seus vizinhos para tentar ter notícias sobre o paradeiro do gato recentemente localizado pela Sociedade Escocesa para a Prevenção da Crueldade com os Animais (SPCA).

Ao relatar a história aos membros da entidade, Neil contou sobre o quão sofrido foi lidar com o sumiço de Forbes. “Quando o Forbes desapareceu, ficamos perturbados. Nós o tínhamos desde quando ele era um gatinho e tínhamos um vínculo muito especial. Ele era um animal tão único e amigável, nós absolutamente o adorávamos”, disse.

Esse sofrimento, porém, finalmente chegou ao fim. Na última semana, um morador da região de Aberdeen, na Escócia, encontrou Forbes vagando pela rua. Atualmente com 12 anos de idade, o animal foi entregue ao oficial de resgate da PCA, Greg Stevenson. Além de estar magro, ele também precisava de cuidados veterinários e estava com pulgas e ácaros.

Foto: Reprodução/Yahoo

Após tratá-lo, a SPCA identificou sob a sua pele um microchip e, através das informações contidas no dispositivo, conseguiu entrar em contato com os tutores do gato. Imensamente feliz, Lucy e seu marido foram até o abrigo no dia seguinte e buscaram o gato.

“Viajamos no dia seguinte e, quando ele foi trazido, eu o reconheci imediatamente. Forbes me deu um grande abraço, então tenho esperança de que ele se lembrou de nós. Nunca pensamos que o veríamos novamente. É como se um capítulo encerrado tivesse acabado de reabrir. É um sonho que se tornou realidade”, contou Neil.

Morando atualmente em Edimburgo, capital da Escócia, o casal buscou Forbes e o levou para seu novo lar, onde ele passou a conviver com outros dois gatos e com dois cachorros.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo