TENSÃO            

Ativista consegue autorização para retirar cães e gatos do Afeganistão

           
Foto: Nowzad/ facebook

O ex-fuzileiro da Marinha Britânica, Paul Farthing, responsável por um abrigo no Afeganistão, está trabalhando para conseguir a retirada de seus funcionários e animais do país, depois da tomada do poder pelo grupo de extrema direita Talibã.

O abrigo Nowzad, fundado na capital Cabul, já havia conseguido o apoio do governo britânico para a remoção e a concessão de vistos para seus funcionários e dependentes, ao redor de 68 pessoas. Agora, Farthing está negociando com o secretário da Defesa, Ben Wallace, a retirada de 140 cães e 60 gatos que se encontravam no abrigo. 

O transporte dos animais foi denominado de Operação Arca, e até o momento nenhum dos gatos ou cachorros foram removidos, já que as pessoas são o principal foco nesse momento, mas Ben Wallace afirmou que os animais serão resgatados.

Foto: Nowzad/ facebook

Apoiadores do abrigo realizaram doações e conseguiram fretar um Airbus A330, pronto para voar até Cabul para resgatar os trabalhadores e os animais, reporta o Jornal de Notícias.

Farthing afirmou que os animais seriam transportados no porão do avião, e os assentos livres, o voo tem capacidade para 250 pessoas, ficariam à disposição de outros passageiros que receberem permissão do governo britânico para serem retirados do país.

Doações para ajudar a operação Arca podem ser realizadas aqui.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo