MUDANÇAS CLIMÁTICAS            

Incêndios na Grécia têm relação com maior onda de calor dos últimos 30 anos

Na Turquia, um cenário semelhante foi registrado por conta das mudanças climáticas. O fogo, no entanto, foi reduzido nos últimos dias. Centenas de animais e famílias humanas foram afetados pelas chamas            
Foto: REUTERS/Nikolas Economou

A maior onda de calor registrada em três décadas gerou incêndios que já duram quase duas semanas na Grécia. A ilha de Eubeia, Atenas e a região histórica de Olímpia, berço dos Jogos Olímpicos, foram alvos das chamas. Nos últimos dez dias, mais de 56 mil hectares foram destruídos e centenas de animais morreram carbonizados e asfixiados pela fumaça.

O cenário foi descrito pelo primeiro-ministro grego como um “verão de pesadelos”. País vizinho, a Turquia também foi afetada por incêndios florestais, mas conseguiu diminuir as chamas no domingo (8). Na Grécia, no entanto, “a batalha continua”, conforme anunciou o vice-ministro grego da Proteção Civil, Nikos Hardalias.

Morador de Gouves, ao norte da ilha de Eubeia, Yannis Selemis se preocupa com o futuro. “Nos próximos 40 anos não teremos trabalho e no inverno nos afogaremos nas águas, sem florestas para nos proteger”, lamentou à AFP.
“Estamos nas mãos de Deus. O Estado está ausente. Se as pessoas forem embora, as cidades com certeza vão queimar”, acrescentou.

De acordo com especialistas, o calor extremo tem relação com as mudanças climáticas. Desesperados, moradores molharam as estradas com água enquanto as florestas eram destruídas pelo fogo. Em Eubeia, pelo menos 30 km da ilha foram atingidos pelas queimadas, segundo o governador da região, Fanis Spanos.

Foto: REUTERS/Nikolas Economou

Morador de Gouves, Nikos Papaioannou disse que os moradores estavam tentando salvar a cidade, mas que os “meios são insuficientes”. “A situação é dramática. Vamos todos acabar no mar”, acrescentou. No último final de semana, mais 1,3 mil pessoas que viviam na ilha foram retiradas do local pelo mar.

De acordo com o prefeito de Mantoudi, município em Eubeia, “não parece que estamos próximos de controlar o fogo”. Bombeiros de vários países foram enviados à região para tentar controlas as chamas que já destruíram centenas de casas nas aldeias de Ellinka, Vasilika e Psaropouli.

Os incêndios, no entanto, acarretam prejuízos imensos não só à população humana, mas também à natureza, que sofre danos irreparáveis, e aos animais que agonizam em meio às chamas.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo