NOVAS GERAÇÕES

Consumo e venda de carne vegetal cresce na Rússia

           
Foto: Ilustração | Freepik

A empresa russa Welldone, focada na produção de carne com base vegetal, está fazendo com que mais russos troquem seus bifes de origem animal por opções veganas.

Seus bifes são produzidos através de uma combinação de soja, óleo de coco e celulose e estão conquistando o mercado russo graças ao seu preço. Um hambúrguer de 200 gramas é vendido por apenas 2 dólares e 60 centavos, em comparação com o bife de origem animal, que custa 2 dólares.

O interesse da Rússia por carnes vegetais vem crescendo durante os últimos anos, uma tendência que é refletida no mercado internacional de produtos veganos, que tem crescido de maneira constante, graças à busca de grande parte da população por uma dieta mais saudável e sustentável.

 

Mudanças na dieta russa também são frutos de uma maior conscientização em relação aos possíveis impactos na saúde que o consumo excessivo de carne vermelha pode trazer. Segundo uma pesquisa realizada pela Beyond Meat, uma produtora americana de carnes vegetais, 54% da população russa afirmou terem interesse em consumir novas alternativas à carne vermelha .

“Mais e mais pessoas na Rússia estão começando a pensar sobre sua dieta. Eles entendem que há ingredientes na carne animal que não fazem bem para eles, como o colesterol”, diz o CEO da Welldone, Alexander Kiselev.   

Foto: Pexels

Mas a empresa Welldone não foi a primeira a se aventurar na tentativa de convencer o povo russo a consumir menos carne de origem animal.

A Beyond Meat já havia levado hambúrgueres veganos para o maior país do mundo, contudo, seu preço de 18 dólares por duas unidades de carne é extremamente alto para um país onde o salário mínimo mensal é equivalente a 172 dólares.  

A Welldone avalia que há condições de tornar as carnes vegetais mais acessíveis, o que pode ser benéfico tanto para os consumidores quanto para os fabricantes. Afinal, com base no preço praticado hoje, a empresa viu suas vendas aumentarem bastante, afirma o Vegazeta.

Welldone também assegurou novos investimentos no valor de 1,5 milhão de dólares e pretende expandir sua produção para 150 toneladas por mês, assim como em novos produtos e exportações. A marca já está presente em Belarus e Cazaquistão.

“O mercado de alimentos à base de vegetais está prestes a crescer rapidamente na Rússia e na Europa Oriental, e com nosso investimento significativo em P&D, produtos de classe mundial, porém acessíveis, e a parceria com a Phystech Ventures e Lever VC, esperamos liderar o crescimento da categoria.” Afirmou Kiselev. 

Hambúrguer Welldone (Foto: Welldone/divulgação)

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo