EXTINÇÃO

Homens atropelam e esmagam casco de uma tartaruga-das-galápagos

           
Jerry File | SWNS.COM

A polícia está procurando ladrões que tentaram roubar uma tartaruga-das-galápagos de 90 kg e a esmagaram até a morte enquanto tentavam fugir. Duas pessoas foram flagradas pela câmera de segurança, aparentemente tentando levar Jasmine, uma tartaruga doméstica de 27 anos, do jardim da frente de uma casa em Phoenix, Arizona, no meio da noite.

O tutor do animal, Jerry Fife, 63, foi alertado sobre o que estava acontecendo e correu para fora e assustou os intrusos por volta das 2h30. Eles voltaram para a caminhonete e deram meia-volta para escapar, mas, ao saírem, atropelaram Jasmine.

Jerry encaminhou Jasmine, uma das poucas tartaruga-das-galápagos em cativeiro a procriar ativamente, a veterinários especializados em cuidados com tartarugas, mas seus ferimentos foram muito graves e Jasmine teve que ser sacrificada.

Jerry disse: “Quando meu sensor de movimento disparou, presumi que fosse um coiote ou lince, mas nada com que se preocupar. Fiquei chocado ao ver um caminhão no meu quintal e duas pessoas tentando roubar minha tartaruga, corri para fora de cueca e joguei um ancinho a coisa mais próxima de agarrar no caminhão e gritei: ‘Saia daqui’. Fiquei em estado de choque o tempo todo. Não tinha certeza, devido à escuridão, se o caminhão a havia atingido, mas sabia que estava perto. Quando fui buscar uma lanterna para verificar, fiquei arrasado ao ver a carapaça dela, a parte superior da concha, esmagada. Basicamente, toda a parte superior de sua concha estava faltando”, relata.

No vídeo, duas figuras parecem se curvar para pegar Jasmine, antes que Jerry saia gritando, em 7 de junho. Eles largam o animal e voltam freneticamente para o carro, mas quando eles saem, a pobre Jasmine é esmagada sob os pneus, quebrando sua coluna e esmagando seus pulmões.

Ele disse: “Os veterinários trabalharam nela por quase uma hora, limpando o ferimento para que pudessem avaliar os danos aos seus pulmões, coluna, etc”.’

“Ele disse que nunca tinha visto um dano tão catastrófico a uma tartaruga gigante antes. Eu sabia que era difícil eles conseguirem salvá-la, mas ainda assim foi difícil. Ela ainda reagia ao meu toque e ainda podia andar, ela estava lutando para viver, mas o dano era muito grande”.

As tartaruga-das-galápagos são espécies ameaçadas de extinção e podem ser criadas nos Estados Unidos apenas com uma licença especial, o que as torna extremamente valiosas e vulneráveis ​​a roubos.

Eles podem ser vendidos entre $ 20.000 (£ 14.000) e $ 70.000 (£ 49.000), mas se forem contrabandeados internacionalmente, podem valer $ 200.000 (£ 140.000).

Jerry File | SWNS.COM

Com o coração partido, Jerry disse: “Jasmine foi minha tartaruga original. Eu a adotei quando era uma filhote em 1994 e a criei por 27 anos. Ela é uma das poucas tartarugas cativas de galápagos a se reproduzir ativamente, botar ovos e produzir descendentes. Ela foi uma grande perda; não apenas para mim, mas para sua espécie. Ela era uma gigante gentil. Ela ficava de pé nas quatro patas e esticava o pescoço para que você pudesse arranhá-la. Esta é uma posição vulnerável para uma tartaruga, mas ela estava confiante e permitiria que qualquer pessoa coçasse seu pescoço”.

E acrescenta: “É importante ter colônias seguras de espécies ameaçadas de extinção fora de sua área de distribuição nativa. Quero garantir que essas tartarugas magníficas estejam disponíveis para meus netos e as gerações futuras verem e apreciarem. Longe da vista, longe da mente – se as pessoas não podem mais ver e apreciar uma tartaruga gigante, é menos provável que cuidem e apoiem a conservação desta espécie”, completou.

Um campanha no GoFundMe foi criada em nome de Jerry para arrecadar dinheiro para uma recompensa em troca da identificação dos criminosos por informações e já arrecadou mais de R$13.000 (£ 9.000) de sua meta de R$ 25.000 (£ 17.700).

A polícia de Phoenix está investigando e pede a qualquer pessoa que tenha alguma informação para contatá-los.

O aposentado Jerry disse: “Estou surpreso com a manifestação de apoio a partir deste terrível incidente, muitas pessoas compartilharam da minha tristeza, raiva e frustração. Eu quero justiça e que esses criminosos sejam responsabilizados por suas ações. Eu quero entender por que eles fizeram isso e quem eles são”.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo