Austrália oferece ajuda a nações do Pacífico no combate à mudança climática

           

As preocupações com o aquecimento global e suas terríveis consequências para o planeta estão cada vez maiores à medida que pouco e lentamente os governos trabalham para retardar o problema. Alguns deles inclusive manifestam interesse de abandonar o acordo climático de Paris, como Estados Unidos e Brasil.

Scott Morrison e sua esposa Jenny chegam a Port Vila, Vanuatu. Foto: AAP

Outros, como a Austrália, mostram interesse em cooperar com o futuro incerto do planeta.

O primeiro-ministro Scott Morrison é o primeiro líder australiano a visitar Vanuatu, na Oceania, desde 1990. Em um encontro com o primeiro-ministro Charlot Salwai em Port Vila, na última quarta-feira (9), ele prometeu ajudar Vanuatu e outras nações do Pacífico a lidar com os efeitos da mudança climática para que possam seu estilo de vida.

“Estamos muito comprometidos com os recursos no Pacífico para gerar programas que possam lidar com os impactos da mudança climática aqui”, disse Morrison no início de uma reunião com autoridades.

Segundo o The New Daily, Morrison disse também que a Austrália trabalharia diretamente com as nações do Pacífico para enfrentar as mudanças climáticas.

“Em vez de passar por agências internacionais com fundos como esse, acreditamos que podemos fazer isso da melhor forma como parceiros”, disse ele.

O Sr. Salwai agardeceu a oportunidade de falar sobre segurança, infraestrutura e economia, como o programa de trabalhadores sazonais e o esquema de trabalho do Pacífico na agenda.

Morrison disse que a Austrália está trabalhando duro para garantir oportunidades para jovens trabalhadores do Pacífico obterem treinamento e habilidades futuras.

O primeiro-ministro australiano viajará a Fiji na quinta-feira para mais reuniões sobre segurança, infraestrutura e economia.

Chris Bowen, front-office do Partido Trabalhista, disse que Morrison e o governo haviam ignorado o Pacífico por muito tempo, então era realmente importante que ele visitasse as nações insulares.

 

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo