Países da Ilha do Pacífico podem perder de 50% a 80% dos animais marinhos

           

 

Foto: Quentin Hanich

Esta região do oceano deverá ser a mais afetada pelas alterações climáticas.

“Com a mudança climática, a região das Ilhas do Pacífico deverá ficar mais aquecida, menos oxigenada, mais ácida e ter menor produção de plâncton que forma a base de redes de alimentos oceânicos”, afirmou a autora principal Rebecca Asch, ex-aluna do Programa Nereus e professora assistente da East Carolina University.

“Descobrimos que a extinção local de espécies marinhas superou 50% dos níveis atuais de biodiversidade em diversas regiões e, às vezes, chegou a níveis maiores do que 80%”, completou.

A região das Ilhas do Pacífico é a mais aquecida do oceano global. É também uma área onde existe menos variabilidade sazonal. Como não existem estações drásticas, os animais no Pacífico tropical podem ter mais desafios com as mudanças climáticas, segundo o Science Daily.

Os autores examinaram os efeitos do fenômeno em mais de mil espécies, incluindo aquelas que vivem em recifes e aquelas que residem em habitats de águas abertas. Ambos os grupos sofreram declínios na biodiversidade local, mas as taxas de diminuição foram maiores nas espécies de águas abertas.

 

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo