Cachorro doente é amarrado dentro de lixo e abandonado em terreno

           
Após ser abandonado doente, cachorro passa por tratamento em clínica (Foto: Maurício Glauco/EPTV)
Após ser abandonado doente, cachorro passa por tratamento em clínica (Foto: Maurício Glauco/EPTV)

Um cachorro doente foi encontrado com as patas amarradas dentro de um saco de lixo em um terreno baldio de Cravinhos (SP) na quarta-feira (4). Internado em uma clínica particular com poucas chances de sobreviver, o animal apelidado de “Formiga” pela equipe de veterinários foi diagnosticado com cinomose, doença que afeta o sistema nervoso, e doença do carrapato, que provoca anemia. O Ministério Público, que dispõe de correspondências encontradas no mesmo saco em que o cão foi deixado, pedirá à Polícia Civil a abertura de um inquérito para apurar a autoria do crime de maus-tratos.

O cão foi recolhido por volta das 7h30 da quarta-feira pela associação de proteção animal “Toda Vida” e por uma veterinária do Centro de Controle de Zoonoses depois que moradores do bairro Trajano Stella fizeram uma denúncia. A estudante Mariana Ferreira, que mora perto do terreno, confirma que na noite de terça-feira (3) escutou uivos de um animal e pediu para que seu namorado verificasse o que acontecia.

“Estava dentro de um saco amarrado. Meu namorado foi até lá, desamarrou e o tirou de lá de dentro para que ele pudesse respirar. Depois ficou lá, não se mexia, não reagia a nada”, afirma Mariana. Ela alega que o animal sangrava muito quando foi encontrado. “Até chorei, porque não se pode fazer isso. Não querem mais, que deem para uma pessoa que quer. Alguém o abandonou, porque ele estava doente. Nem dormi.”

Acionada pela denúncia de Mariana, a veterinária Ana Carolina Saquy, do Centro de Controle de Zoonoses de Cravinhos, foi ao local no início da manhã e relata ter encontrado o cachorro debilitado e reclamando de dor. Em seguida, ela acionou a associação de proteção animal “Toda Vida” e a polícia. Um boletim de ocorrência por ato de abuso a animais foi registrado pela Polícia Civil. “Eu o encontrei fora do saco de lixo, mas deitado próximo, pedalando, uivando, gritando, com sintomas de muita dor, desesperado e agressivo, não deixava a gente tocar nele”, relata.

Atendimento veterinário

O cão foi encaminhado pela associação para uma clínica particular da cidade, onde foi diagnosticada a cinomose e a doença do carrapato, segundo a veterinária Iohanna Silva, uma das que apelidaram o paciente como “Formiga”. De acordo com ela, a situação em que o animal foi encontrado mostra que ele já vinha sendo vítima de maus-tratos antes de ser abandonado no terreno baldio.

Doente, cão foi abandonado em terreno baldio em Cravinhos (Foto: Maurício Glauco/EPTV)
Doente, cão foi abandonado em terreno baldio em
Cravinhos (Foto: Maurício Glauco/EPTV)

“Ele tinha muita terra na boca, ele tem bastante alteração neurológica devido à cinomose que a gente diagnosticou com exames de sangue, que atinge o sistema nervoso do animal. Ele não está conseguindo andar. Essa vocalização que ele está tendo [reclama de dor o tempo todo] é por causa da alteração neurológica. Essa doença é prevenida com vacina e provavelmente a pessoa que o tutelava não vacinou, por isso ficou doente”, afirma.

“Formiga” está recebendo transfusão de sangue devido a uma anemia provocada pela doença do carrapato. As suas chances de recuperação são pequenas, afirma Iohanna. “É bem difícil de se recuperar, mas a gente tem que fazer de tudo, tem que lutar pelo animal, fazer o nosso melhor para tentar fazer com que ele viva. As duas doenças são complicadas”, diz.

Ministério Público

O promotor de Justiça Wanderley Trindade Junior confirma que vai pedir a instauração de um inquérito policial para apurar a autoria do crime. Os maus-tratos, segundo ele, não se limitam ao fato de o animal ter sido amarrado e abandonado. “O fato criminoso não esta só em dispensar o animal no terreno baldio dentro do saco plástico, mas tem um antecedente aí que o animal já vinha sofrendo maus-tratos, uma vez que ele já apresenta várias doenças, fruto desse abandono”, explica.

A apuração do responsável por abandonar o cachorro será auxiliada por correspondências de um determinado endereço encontradas no saco de lixo em que o animal foi amarrado. “Isso é um indicativo da autoria, mas isso precisa ser constatado, já é um grande passo.”

Trindade Junior também ajuizará uma ação civil pública por danos morais coletivos gerados pelo abandono do cachorro. “O fato de terem colocado o animal dentro de um saco plástico, fechado, doente, mostra que essa pessoa não tem sensibilidade. É muita crueldade. Por esse motivo, vou buscar reparação do dano”, afirma.

Fonte: G1

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com