Partido Animalista declara que touradas estão destinadas a terminar

divulgação
Foto: Divulgação

O Partido Animalista de Direitos Animais (PACMA) considera que as touradas não tem possibilidade alguma de continuar na Espanha, mesmo após a aprovação da proposta de lei que a declara “patrimônio cultural”, já que “é uma declaração simbólica” que não tem significado nenhum e, portanto, “não vai conseguir desencalhar” as touradas de sua situação, segundo as declarações de porta-voz da segunda força extraparlamentar, Silvia Barquero. As informações são de Europapress.

A representante declarou também que o projeto de lei, que começou a sua tramitação no Congresso com o objetivo de declará-la “Uma festa” de interesse cultural, foi desarticulada até classificar como patrimônio imaterial, o que pelo menos não implica orçamento nenhum.

“O Partido Popular está a tentando apoiar o lobby das touradas porque cai bem em seu programa, mas tem sido um pouco incômodo porque se procurou primeiro declarar como interesse cultural, o que era perigoso, pois envolve apoio financeiro, mas levou uma declaração simbólica, que não terá transcendência alguma”, declarou.

PACMA recordou que o Parlamento não poderia declarar as touradas de interesse cultural porque os poderes a este respeito são das comunidades autônomas, razão pela qual o projeto de lei que tem sua origem em uma iniciativa legislativa popular em favor da “festa nacional”, foi modificado a partir da Câmara dos Deputados para o Senado.

Para o Partido Animalista as touradas estão passando por claros momentos de retrocesso que podem ser constatadas nas estatísticas que faz anualmente o Ministério da Educação, Cultura e Esportes, porém foi exposta a redução de um 40% nas celebrações deste tipo durante os últimos três anos. Enquanto apenas o 8% dos espanhóis assistiram uma tourada nos últimos cinco anos. “Todas as evidências apontam o declínio claro”, disse Barquero.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo