Tartaruga que nasceu com duas cabeças é explorada para “prever” resultados de jogos

           
Foto: Reprodução/IOL Diário

“Madalena” é uma pequena tartaruga eslovaca que nasceu com duas cabeças e cinco patas. A situação desse animal é em tudo semelhante à dos gêmeos siameses, cujos embriões não se separam de forma correta durante a gravidez.

O jornal britânico The Telegraph alerta que um animal com estes problemas até poderia sobreviver na natureza, mas com certa dificuldade.

A pequena,  inocente e graciosa Madalena é ainda uma bebê. Não tem mais de cinco a oito centímetros, mas pode chegar aos 50 centímetros e pesar 45 quilos.

A má notícia é que o animal já está sendo explorado pela ganância humana, assim como foi o polvo Paul, como “vidente esportiva”.

Com informações do IOL Diário

Nota da Redação: Os animais devem ser respeitados como seres livres e sencientes, com direito a viver o que é compatível com a sua natureza. Submetê-los a situações estressantes e alheias ao que lhes é natural configura maus-tratos. Já é tempo disso ser compreendido pela raça humana – de uma vez por todas. Animais não são brinquedos, sofrem como nós humanos. Respeito é bom e deve valer para os seres de todas as espécies.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo