Procura-se cachorra que fugiu no bairro do Morumbi (SP)

           

Patricia Guedes Pietri
patricia_pietri@yahoo.com.br

(Nota: Felizmente a cadelinha citada nesta matéria foi encontrada com saúde e já retornou ao seu lar.)

Preciso de ajuda para encontrar minha cachorrinha Larissa que fugiu no dia 23 de dezembro.

É mestiça de porte médio, sua pelagem é branca, mas na cabeça, orelhas e costas é da cor de creme-escuro. Ela é idosa e já apresenta um pouco de catarata nos olhos. No dia em que sumiu estava com uma coleira de corrente fina, do tipo enforcador de metal.

O local em que a Larissa foi vista pela última vez é um quadrilátero do bairro de Cidade Jardim, formado pela avenida das Magnólias esquina com rua Cunhatais (para quem conhece o local, é a rua do restaurante Ilha das Flores), e a esquina da rua Cunhatais com a rua Alcides Sangirardi, que serve como pista local para quem vai acessar a Marginal Pinheiros (na altura da ponte Ary Torres) no sentido do Morumbi, Shopping Cidade Jardim, Brooklin, Santo Amaro, Interlagos.

As pessoas que viram a Larissa dizem que ela andava com dificuldade, assustada, e vinha descendo a rua Cunhatais bem em frente ao restaurante. Os manobristas do restaurante Ilha das Flores disseram que viram minha Larissa atravessar a rua Alcides Sangirardi em direção ao acostamento da curva de acesso para a Marginal Pinheiros, em frente à ponte Ary Torres.

Esta rua, que serve como acesso do bairro de Cidade Jardim para a Marginal Pinheiros, tem de um lado da calçada (oposto à marginal) residências, do outro lado fica a marginal separada da rua por um canteiro com mato alto.

Em baixo da ponte Ary Torres tem espaço que alguns mendigos utilizam como abrigo. Quando estive no local procurando a Larissa, eles me ajudaram a verificar no mato e dentro do abrigo da ponte se por acaso a Larissa estava por lá. Mas infelizmente não conseguiram encontrá-la.

Quando iniciei minhas buscas no dia 24 de dezembro, tive mais uma informação:

Um vizinho, que mora na casa da esquina da rua Cunhatais com a rua Alcides Sangirardi, o sr. Paulo, disse que viu uma mulher que estava numa “eco sport” parar todo o trânsito do local e retirar a minha Larissa do mato. Ele disse que se formou um grande engarrafamento nesta hora e teve muita reclamação e buzinas, até que a mulher conseguisse colocar minha Larissa dentro do carro. Esta pessoa partiu levando minha querida cachorrinha com ela. Como esta pessoa seguiu pela Marginal, acredito que possa ter ido para um dos bairros que utilizam a marginal: o Morumbi, Brooklin, Campo Belo, Santo Amaro, Interlagos…

Acredito que para agir com tanta coragem e amor pelos animais, esta mulher que pegou a Larissa pode ser uma protetora, ou alguém ligada a alguma ONG de proteção animal.

Por isso, peço que enviem o texto e a foto da larissa para todos os seus contatos entre protetores, ONGs, e amigos dos animais, assim esta mulher poderá reconhecer a minha cachorrinha e com sua ajuda posso terei a chance de estar com minha querida Larissa muito em breve e até comemorar com ela o ano novo.
Por isso, peço ajuda para todos que possam divulgar este acontecido e através dos constantes e-mails eu possa ter a chance de reaver a Larissa.

Obrigada a todos.

Contatos:

Carmita

(11) 7644.7713
(11)3031.9974
(11)3034.2515
(11)3031.1820
(11)9199.3868
(11)9186.1875
(11)7644.7716

carmenlucia@ajato.com.br
celia.collet@yahoo.com.br
thomazcollet@yahoo.com.br
carloscollet@uol.com.br

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com