O veganismo e ativismo de Paul McCartney pelos animais

           

Sucesso indiscutível na indústria musical, o eterno beatle também se destaca em suas ações fora dos palcos, convencendo até a personagem animada Lisa Simpson a virar vegetariana em um dos episódios de ‘Os Simpsons’

Paul McCartney em cartaz para o Peta, sociedade internacional de luta pelos direitos dos animais: o eterno beatle se tornou vegetariano durante uma pescaria. (Foto: Divulgação)

Apesar de Lennon carregar a bandeira de ativista dos Beatles (função, que, aliás, tratou com maestria), Paul McCartney também não fica atrás quando o assunto é sua atuação fora dos palcos. Contudo, McCartney fazia o gênero mineiro-londrino: em vez  das grandes batalhas e gigantescas polêmicas como as que John comprou, o baixista foi, aos poucos, descobrindo o que defender.

Uma delas é a defesa dos animais. Paul, hoje vegano, é um grande ativista neste setor – no qual ele defende desde uma alimentação sem carne  e derivados de animais e também condena a caça de animais, como as focas. Aliás, em sua luta pró-animais, Paul fez duas grandes campanhas de destaque na mídia: a primeira delas foi a foto para a Peta, sociedade internacional de proteção aos animais (acima); a segunda foi participar, ao lado de sua mulher à época, Linda, do seriado Os Simpsons, no episódio “Lisa, a Vegetariana” – o eterno beatle só aceitou contracenar com Homer e cia. caso Lisa se tornasse vegetariana para sempre.

“O Paul McCartney talvez seja a maior estrela mundial que temos na luta pela defesa dos animais”, avisa Marco Ciampi, presidente da Arca Brasil, uma associação humanitária de proteção e bem-estar animal. “Ter uma figura pública como ele, que leva essa mensagem importante a todos os tipos de público, é fundamental para que aumente a conscientização das pessoas no combate aos maus-tratos contra os animais”, completa Marco, fã de Beatles, fã de Paul mas que, dessa vez, não estará no Morumbi para os shows do cantor. “Não consegui ingresso”, lamenta.

Outra luta que ganhou o apoio de Paul foi a campanha contra minas terrestres – que ainda mutilam milhares de pessoas em todo o mundo, inclusive crianças.  McCartney foi patrono do projeto Adopt-A-Minefield e, em 2008, compôs uma canção, “Lifelong Passion (sail away)” para a campanha – o valor arrecadado pelo download pago da música foi doado ao projeto.

Sites divulgam projetos

No site oficial de Paul (http://www.paulmccartney.com/), você encontra um link para as ações além-música do eterno beatle.

Já no site da Arca Brasil (http://www.arcabrasil.org.br/), você encontra diversas informações fundamentais para também fazer sua parte.

Com informações de Rede Bom Dia

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo