Parlamento húngaro nacionaliza empresa responsável pelo vazamento de lama tóxica

O parlamento húngaro aprovou nesta terça-feira (12) uma lei para nacionalizar a empresa MAL, proprietária da fábrica de alumínio responsável pela enxurrada de lama tóxica que deixou oito mortos, centenas de animais feridos e provocou o maior desastre ambiental da história do país.

Em um processo relâmpago, o Parlamento adotou a medida por 336 votos a favor, 1 contra e 13 abstenções. Pouco depois, o presidente Pal Schmitt assinou a nova lei e a publicou no diário oficial para que entrasse em vigor.

A direção da empresa será assumida por um comissário designado pelo governo.

No dia 4 de outubro, 700.000 metros cúbicos de lama vermelha altamente tóxica procedentes de um depósito fissurado da fábrica de alumínio de Ajka inundaram vários povoados da região oeste da Hungria.

O acidente provocou oito mortos e 150 feridos humanos, além de ter sido o maior desastre ecológico da história do país, comprometendo a vida de centenas de animais.

As causas do acidente ainda não foram esclarecidas, mas a MAL foi responsabilizada pelo vazamento por vários membros do governo, que a acusam de ter sobrecarregado os depósitos de rejeito industrial.

Na segunda-feira, a polícia deteve o diretor geral da MAL, Zoltan Bakonyi.

Fonte: AFP

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com