Alimentar pombos no ABCD paulista pode gerar multa de R$ 1 mil

           

Quem tem o costume de alimentar pombos na rua corre o risco de sofrer uma punição no próprio bolso. De acordo com o Código Sanitário, em cada cidade da região do ABCD paulista, o morador que for flagrado alimentando as aves pode ser autuado pelos órgãos de saúde municipais.

O valor das multas varia de acordo com cada caso e a cidade. Em São Caetano do Sul, por exemplo, o morador que for flagrado praticando tal ação pode desembolsar até R$ 500, de acordo com a lei 4.181, de 2003. Em São Bernardo do Campo, o valor pode chegar a mil reais.

“A pessoa não pode prejudicar a saúde pública. É um fato que pouco se fala, mas que é possível de acontecer”, garantiu a chefe da divisão de Veterinária e Controle de Zoonoses de São Bernardo, Fabiana Toneto Paniagua.

Dos sete municípios da região consultados a respeito das multas, Santo André também confirmou que possui legislação vigente para autuação do infrator que for flagrado alimentando os animais.

Fonte: Rede Bom Dia

Nota da  Redação: O ser humano é o maior responsável por atrair os pombos aos centros urbanos, por conta do acúmulo de lixo e alimentos expostos. A espécie humana é a única culpada por isso. A solução está na correta e sustentável higienização dos espaços, e no não acúmulo de lixo. Além disso, podem ser consideradas formas de controle populacional que não prejudiquem os pombos, nem outras espécies da fauna e da natureza como um todo.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo