REENCONTRO            

Cachorra é resgatada de prédio em ruínas após passar a noite sob os escombros

           
Foto: Metrópoles | Rafaela Felicciano

Um prédio de quatro andares desabou na última quinta-feira (6) em Taguatinga, no Distrito Federal. A Defesa Civil foi acionada e evacuou o prédio, realizando o lacre do edifício. Porém, vários animais não conseguiram ser retirados a tempo e os tutores ficaram inconsoláveis por não poderem resgatar seus cães e gatos.

A cadela Safira, de sete anos, é um desses animais que ficaram presos nos escombros do edifício. Seu tutor, Osmar Santos, de 63 anos, contou que durante o desabamento a cachorra não conseguiu ser encontrada, mas que ele ficou ouvindo os uivos desesperados de Safira, que provavelmente tentava voltar para dentro de casa.

Foto: Metrópoles | Rafaela Felicciano

Osmar foi levado para um hotel onde passou a noite, mas só no dia seguinte o homem conseguiu recuperar sua calma, após se reencontrar com a cadela.

Ao vê-la, o tutor a chamou e pegou no colo em um forte abraço. “Vamos voltar com ela. Não posso levar para o hotel, mas ela também não pode ficar aqui né?!”, diz ele.

Foto: Metrópoles | Rafaela Felicciano

Safira é criada com livre acesso à rua, mas em seu último passeio ela não conseguiu reconhecer seu lar. “Se para nós é estranho ver o prédio assim, imagina para ela. A coitadinha não está entendendo nada”, disse o tutor.
Cerca de 100 pessoas moravam nos 26 apartamentos do prédio, segundo a Defesa Civil. Luana Magalhães, de 28 anos, infelizmente não teve a mesma sorte de Osmar, e na correria para salvar a própria vida, acabou deixando seus dez gatos para trás.

“Deixei tudo. Salvei apenas o cachorro. Não consegui pegar os gatos, não deu tempo. Estou desesperada, sem chão e sem rumo. Acho que não tem chance. Eu morava no primeiro andar, que foi totalmente destruído, então perdi as esperanças. Só se eles se esconderam em algum local, mas não tenho expectativa disso”, lamenta Luana, que chora a perda dos animais.

Os moradores estão em abrigos, na casa de parentes ou em um hotel custeado pelo proprietário da edificação. A construção tem cerca de 20 anos.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, ninguém ficou ferido durante o desabamento. “Apenas uma moradora foi atendida com crise de ansiedade e encaminhada para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Samambaia”, informou a corporação.

A Administração Regional de Taguatinga afirmou que a construção é irregular, pois o dono não apresentou o Habite-se, documento obrigatório para edificações residenciais. Como existe o risco de novos desabamentos, a Defesa Civil proibiu a entrada de qualquer pessoa no prédio. Toda a área ao redor da construção foi evacuada.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo