INTOLERÂNCIA            

Protetora recebe bilhete com ameaça de morte contra gatos em SP

           
Foto: Arquivo Pessoal/Keila Torres

Na última quinta-feira (24), uma idosa de 65 anos recebeu uma ameaça na porta de casa, em Peruíbe, no litoral de São Paulo, contra a vida dos seus gatinhos. Ela fez o boletim de ocorrência via Delegacia Eletrônica.

A protetora animal Keila Mara Torres vive com o marido há 15 anos na mesma residência. Torres não sabe quem escreveu e ainda afirmou que além dos seus gatos domésticos, cuida dos que aparecem na rua.

“Eu cuido deles, mas não são meus. Não sou acumuladora, mas pessoas insensíveis jogam eles que nem lixo na minha porta. Estão todos castrados, vacinados e vermifugados. Eles são da rua, não tenho como mantê-los presos”, conta a idosa.

Foto: Arquivo Pessoal/Keila Torres

De acordo com a contagem de Keila, são  pelo menos 20 gatos em situação de rua que ela já pegou para castrar e vermifugar, mas também na sua casa vivem outros 18 animais. 

“São gatos que não conseguem voltar para as ruas. Uma é cega, outro tem deformidade, alguns precisaram operar. Aí, ficam comigo”, explica.

Conforme informações do portal G1, Torres acredita que a ameaça veio para os gatos em situação de rua que atribuem a ela, mesmo que todos fiquem soltos durante o dia. “Uma noite, estavam batendo papo pela calçada dizendo isso, na frente de casa. Que tinham que matar os gatos, acabar com eles”.

Para a protetora agora, seu maior medo é que alguém mal-intencionado coloque veneno pela rua, para que os gatinhos comam e venham a falecer. 

“Se tem alguma coisa contra, vem no meu portão e conversamos. Não tenho como provar quem foi que escreveu, minha câmera, infelizmente, queimou, e ainda não pude arrumar”, diz. Mesmo assim, ela registrou um boletim de ocorrência via Delegacia Eletrônica.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo