JORDÂNIA            

Passeios de cavalo e camelo são substituídos por carros elétricos

           
Foto: Khalil Mazraawi | AFP

O sítio arqueológico milenar de Petra, na Jordânia, vem ganhando ares inovadores e éticos na sua paisagem. Após pressão do movimento em defesa dos direitos animais, as autoridades da região vão substituir charretes e transportes de tração animal por veículos motorizados.

Doze animais que eram explorados pelo mercado de turismo do local já foram liberados dos trabalhos forçados. A iniciativa também torna o passeio mais confortável, já que são usados carros, como os de golfe, no trajeto.

Em evidência há algum tempo, grupos de defesa dos animais, como a ONG PETA, vinham pressionando as autoridades jordanianas para o fim do uso de animais como meio de transporte em Petra, seja em charretes ou montaria.

A primeira parte da solicitação começou a ser atendida, mas ainda é preciso substituir os passeios feitos no lombo de cavalos e camelos por veículos elétricos. Alguns habitantes da região resistem a troca sob o argumento de que os animais ajudam a preservar o aspecto original do lugar, que é tombado como Patrimônio Histórico da Humanidade pela Unesco.

Suleiman Farajat, chefe da Autoridade Regional de Desenvolvimento e Turismo de Petra, assegurou em entrevista para a agência AFP, que o benefício da mudança vai além do fim da exploração animal. “Era uma experiência desagradável para os turistas, para os cavalos e para nós”, disse o homem, que ressaltou o aspecto ecologicamente correto dos novos veículos: “Não há poluição ou fumaça”.

A novidade foi bem recebida pelos intermediários das viagens e também por quem visita o local, sobretudo turistas com dificuldade de locomoção, como idosos e cadeirantes.

O presidente da associação de proprietários de cavalo, Mohammad Amarat, responsável por esses passeios, afirmou em depoimento para a agência AFP. “A troca tem sido mais lucrativa para os condutores, já que os carrinhos transportam até cinco passageiros em vez de dois, como as charretes, além de levarem menos tempo para cumprir o percurso”.

A troca do uso de animais por veículos é um notável avanço que servirá de exemplo para que outras regiões do mundo, principalmente as que recebem turistas de todas as partes do planeta.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo