LIBERTAÇÃO ANIMAL            

França proíbe exploração de animais em apresentações ao vivo

           
Foto: Ilustração | Pixabay

A França mais uma vez se mostra na vanguarda de leis e medidas que protegem o meio-ambiente, a fauna e a flora. Na última decisão, o país europeu tornou a exploração de animais para o entretenimento em crime. A proibição do uso de animais selvagens em espetáculos circenses, se tornará vigente a partir de 2022.

Os tradicionais shows com tigres, leões, ursos e outros animais não-domésticos, se tornarão ilegais em breve. Embora descrito como “um passo histórico na luta dos direitos animais”, algumas pessoas estão céticas, já que as touradas, por exemplo, continuarão legais sob a nova jurisdição no território francês.

A nova lei prevê a interrupção de apresentações circenses em até dois anos, e a tutela de animais de “circo” se tornará ilegal em sete anos. Outras espécies serão protegidas pelo novo regulamento que proíbe shows com golfinhos, bem como a criação de visões para produção de pele, que inclusive, já foi regulamentada e está em vigor.

Na nova legislação, quem for pego cometendo delitos de crueldade contra animais e exploração em cerimônias, será punido com uma multa no valor de 75.000 euros (cerca de R$470.000) e pode ser penalizado a cumprir até cinco anos de reclusão.

A lei, porém, é questionada por especialistas de direito animal, já que algumas práticas consideradas culturais, como a caça e as touradas, continuarão a acontecer sem nenhuma fiscalização.

Nota da Redação: todo e qualquer meio de entretenimento que use animais para levar lazer até as pessoas, deve ser visto como um meio de exploração e escravidão de vidas selvagens, que representa o declínio social e expressa o egoísmo pessoal em detrimento da sabedoria e empatia para com todos os seres vivos.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo