SÃO PAULO            

Mulher acolhe mais de 40 animais retirados da rua e filho faz campanha para doá-los

           
Foto: Reprodução | Arquivo pessoal

Um coordenador de marketing de 36 anos descobriu, por acaso, que a mãe biológica acumulava quase 40 animais em sua própria residência, no litoral de São Paulo. Desde então, Rafael Garcia está empenhado em doá-los para famílias que possam cuidar dos cães e gatos. A descoberta ocorreu por conta do falecimento da avó de Rafael, que o criou desde a infância. Há alguns anos ele não tinha contato direto com a mãe biológica, mas precisou contatá-la para avisar sobre a morte da idosa.

Ao visitar a residência onde a mulher mora atualmente, no bairro Areia Branca, Rafael foi surpreendido com uma casa cheia de animais. No local, ele encontrou 32 cães e seis gatos. “Ela tem muito amor por eles, e levava para casa ao encontrá-los na rua”, além dos animais, o coordenador descobriu, também, que a mulher deve, atualmente, R$ 100 mil em empréstimos que fez para cuidar dos animais sozinha. “Ela precisa de ajuda médica, psicológica, e vai passar por tratamento, mas não tenho ninguém para cuidar desses animais agora”.

Desde a descoberta, na semana passada, a vida de Rafael mudou bastante. Ele está correndo atrás de castração, vermifugação e outros procedimentos necessários aos animais para, assim, conseguir doá-los adequadamente. Em contato com a Coordenadoria de Defesa da Vida Animal de Santos (Codevida), ele conseguiu castração gratuita aos animais.

Foto: Reprodução | Arquivo pessoal

O órgão municipal ainda ficará com cinco cães filhotes para o serviço de adoção, os demais seguirão com ele. Rafael criou um perfil nas redes sociais, chamado Emergência Animal Santos, para divulgar imagens e as principais características dos animais. Quem tiver interesse em adotar os cães e gatos, pode procurá-lo pelo perfil ou pessoalmente, na Rua Dr. Aloísio Ribeiro de Mendonça, 1, no bairro Areia Branca, até o início de novembro.

Após esse período, que é o prazo dado para o pós-operatório da castração dos animais, eles serão encaminhados para feirinhas de adoção na cidade. Quem não puder adotar os animais, mas tiver interesse em ajudar com remédios, rações e outros itens, pode deixar os produtos em uma das duas unidades do Pet Shop Ebenézer (Avenida Afonso Pena, 143, Macuco; e Avenida Dom Duarte Leopoldo e Silva, 70, Marapé), ou na portaria do prédio na Avenida Epitácio Pessoa, 582.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo