CRIME            

Cadela queimada com óleo quente é vítima de novo ataque com carne repleta de anzóis

Nos dois ataques sofridos pela cadela, ela estava dentro do quintal da casa onde mora com seu tutor            
Foto: Daniel Mesquita

Uma cadela queimada com óleo quente há três semanas foi alvo de um novo ataque em Mogi Guaçu, no interior do estado de São Paulo. No quintal onde o animal vive, foi encontrado um pedaço de carne com 15 anzóis. O caso aconteceu no bairro Jardim Ipê VII, na última segunda-feira (18).

Tutor da cadela, Daniel Mesquita saiu para caminhar às 7h30 e, 30 minutos depois, voltou para casa e encontrou a carne no chão. No primeiro ataque que sofreu, a cadela também estava no terreno do imóvel. Ela ficou com um ferimento na lateral do corpo causado pela queimadura.

Assustado com os ataques, Daniel revela morar no mesmo local há 12 anos, sem ter sofrido qualquer tipo de problema nesse período.

“Minha filha brinca no local onde jogaram óleo quente, mas estava dentro de casa no momento. Se algo acontece com ela seria uma tragédia”, disse Daniel ao G1.

Os casos foram denunciados às autoridades, mas não há imagens de câmeras de segurança que possam auxiliar nas investigações. Para proteger a cadela, Daniel foi orientado a deixá-la dentro de casa. Preocupado, ele instalou um circuito de câmeras de segurança na frente de sua residência.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo