MAUS-TRATOS            

Peixe-lua gigante é retirado do mar por pescadores e explorado por pesquisadores

           
Foto: Reprodução | YouTube

Um peixe-lua, maior peixe ósseo do mundo, medindo cerca de 3,2 metros de comprimento e 2,9 metros de largura foi capturado e retirado do seu habitat por pescadores de atum na costa mediterrânea de Ceuta, na Espanha. A espécie é classificada como vulnerável e não é consumida na Europa, em razão de liberar neurotoxinas que fazem mal à saúde humana, mas em vez de devolver o animal para o mar, os pescadores chamaram biólogos e pesquisadores para estudar o animal.

Um vídeo que viralizou em diversos portais e redes sociais, mostra os animais lutando para respirar enquanto é mantido suspenso por um guindaste e o seu corpo é estudado. Primeiro, colocaram o animal sobre uma balança, que cedeu ao peso do peixe-lua e quebrou. Os pesquisadores colheram sangue e amostras de DNA para estudar os motivos da possível mutação que causou gigantismo no peixe. Os pesquisadores acreditam que o animal pesa duas toneladas.

Um dos biólogos que participaram do estudo improvisado confessou que todos os procedimentos foram feitos colocando toda a equipe em perigo em razão do peso do animal, que podia naufragar o barco, quebrar o guindaste e ferir pessoas, além o próprio animal. “Tivemos que lidar com a situação, avaliar os perigos porque estávamos no meio do mar com dois barcos, um guindaste, o peso e principalmente por ser um animal vivo”, disse.

Após o peixe-lua ter sido molestado pelos cientistas, o peixe foi finalmente devolvido ao mar e desapareceu rapidamente no fundo do mar. Além de ter tido o seu corpo violado, o animal foi submetido a uma grande situação de estresse, sofrendo com a privação de oxigênio, interação forçada com seres humanos e sendo fotografado e medido. Não ficou claro qual será a vantagem do estudo para a preservação da espécie ou se foi motivado apenas pela curiosidade humana.

É importante destacar, que a pesca é responsável pela morte indireta de mais de 25 milhões de animais marinhos por ano.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo