FINAL FELIZ            

Mulher salva a vida de cadela em linha férrea segundos antes da chegada de trem

Embora tenha fugido no momento do resgate, por estar assustada, a cadela é dócil e adora estar na companhia das pessoas. "Ela merece sua segunda chance na vida”, disse a protetora de animais Nina Love            
FOTO: INSTAGRAM/THEBLACKTHORNBERRY

A norte-americana Nina Love, que se dedica à causa animal na Filadélfia, nos Estados Unidos, salvou a vida de uma cadela da raça pit bull que vagava por uma linha férrea. Assustada, a cadela fugiu diversas vezes ao perceber que a protetora de animais se aproximava, mas instantes antes da chegada do trem, ela permitiu a aproximação de Nina. O resgate foi registrado em um vídeo (confira ao final da reportagem).

A ativista soube do caso da pit bull após receber uma mensagem através das redes sociais por meio da qual um internauta pedia ajuda para a cadela. Ciente de que a proximidade com a linha férrea poderia custar a vida do animal, Nina chamou uma amiga que também é voluntária da causa e, juntas, foram ao local.

A pit bull estava abandonada em um parque situado ao longo dos trilhos de uma ferrovia e caminhava desnorteada pela região. Assim que chegou ao local, Nina a encontrou, mas teve muita dificuldade para resgatá-la. “Eu a segui por 4 quilômetros descendo os trilhos do trem, minha adrenalina estava acelerada”, afirmou a protetora ao The Dodo.

“Eu estava tremendo de medo, mas queria salvá-la porque olhei em seus olhos e ela clamava por ajuda. Ela estava com medo, então mantive distância e fui paciente”, completou.

A amiga de Nina havia levado consigo Teddy, um cachorro que acalmou a pit bull com sua presença, auxiliando no resgate ao deixá-la mais confortável naquela situação. “Abaixamos a cabeça e minha amiga conversou com ela enquanto Teddy se aproximava”, disse Nina. “Ela estava hesitante, mas minha amiga a segurou até que eu me aproximei e fui capaz de prendê-la”, acrescentou.

FOTO: INSTAGRAM/THEBLACKTHORNBERRY

Segundos depois, o trem começou a se aproximar. Rapidamente, as protetoras saíram dos trilhos carregando os cães consigo, sã e salvos. “Segundos depois de ter pegado a cadela, o trem chegou e nossa adrenalina estava tão alta que nem ouvimos a buzina”, contou Nina. “Foi extremamente emocionante”, completou.

Após o resgate, a pit bull passou a receber os cuidados necessários. Atualmente, ela está em tratamento médico, mas já aguarda um novo lar. “Ela se sai bem na coleira e gosta de almôndegas como guloseimas”, contou Nina, que disse ainda que a cadela é dócil e adora estar na companhia das pessoas. “Ela merece sua segunda chance na vida”, continuou.

“Não há problema em amar os animais”

Nina dedica sua vida à causa animal e se diz comprometida com a missão de conscientizar as pessoas sobre a importância de respeitar os animais. Na Filadélfia, onde mora, a norte-americana visita depósitos de lixos em busca de cães e gatos abandonados e atende a pedidos de moradores locais para resgatar animais.

“Quero que as pessoas saibam que não há problema em amar os animais. Todos nós residimos aqui na Terra e devemos aprender a coexistir juntos”, afirmou.

“Enfrentei muitos desafios por ser uma afro-americana e sofri ameaças raciais porque estou neste campo. Mas eu continuo forte para eles porque eles precisam de nós”, concluiu.

Confira o vídeo do resgate da pit bull:

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo