CARINHO            

Casal compra casa onde vivia colônia de gatos e resolve adotar todos os animais

           
Foto: Emily Bott

Emily Bott e Dylan Loewke estavam procurando uma casa em região rural para poderem recomeçar. Uma casa antiga, acolhedora e cheira de personalidade era exatamente o que eles procuravam para fugir da vida estressante, verticalizada e simétrica das regiões urbanas. Depois de muita procura eles encontraram o local perfeito, mas o que eles não imaginavam era que apesar da casa estar a venda, já existiam moradores. O casal descobriu que 15 gatos já moravam no local.

“Perguntamos ao nosso corretor de imóveis se os gatos seriam deixados para trás e nos disseram que todos eles teriam ido embora quando nos mudássemos. Assim que nossa oferta pela casa foi aceita, meu namorado se encarregou de solicitar que os gatos ficassem na propriedade. Fiquei apreensiva no início apenas, porque nunca tinha tido um gato antes. No entanto, na época, eu trabalhava na sociedade humanitária local e sabia, no mínimo, que poderia esterilizá-los / castrá-los e até mesmo realojá-los se fosse absolutamente necessário (spoiler: nunca foi necessário)”, disse Bott ao The Dodo.

Foto: Emily Bott

O casal descobriu que o proprietário anterior da residência costumava deixar comida para gatos ferais que viviam na região e logo os animais se tornaram dóceis e passaram a fazer parte da residência. Alguns dos gatos tinham problemas de saúde e nunca tinham sido castrados. Emily e Dylan cuidaram de tudo e assumiu os tratamentos dos 15 gatos. Agora, vinha a parte mais difícil: conquistar a confiança dos gatinhos.

“No início, havia apenas um gato que era amigável o suficiente para se aproximar, Valencia. Ela é nossa abelha rainha. Eu poderia dizer que havia alguns outros que estavam curiosos e interessados ​​em nós, mas demorou meses (e alguns anos) para que os outros confiassem em nós o suficiente para abordá-los e seu animal de estimação! Passei muitas noites sentado na minha garagem jogando guloseimas para eles, alimentando-os com erva de gato e envolvendo-os com brinquedos”, lembra Bott.

Foto: Emily Bott

Felizmente, todos se acostumaram com os novos tutores e ganharam até mesmo nomes. “Eu diria que viver com tantos gatos de celeiro tem sido uma bênção. Cada vez que saio, sou saudado por eles imediatamente. Há um casal que vai me seguir quase por toda parte na propriedade, e todos eles vão se juntar a mim se eu sacudir o saco de guloseimas. Tenho uma equipe inteira que me leva até a garagem para pegar minha correspondência. Valencia vai até correr pela garagem assim que avistar meu carro na nossa rua”, afirma Bott.

Os gatos trouxeram uma nova perspectiva e rotina para a vida do casal. Um lindo, abençoado e inspirador recomeço.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo