DIA MUNDIAL DO RINOCERONTE            

Chifres de rinocerontes são incendiados em ato para conscientizar a sociedade sobre o tráfico de animais

Mesmo com a presença de guardas, caçadores ainda conseguem matar esses animais            
Dia 22 de setembro é o Dia Mundial do Rinoceronte |  Foto: Ilustração/Pixabay

Com a intenção de coscientizar as pessoas sobre o tráfico de partes de animais, oficiais indianos queimaram cerca de 2.500 chifres velhos de rinocerontes nesta quarta-feira (22), quando se comemora o Dia Mundial do Rinoceronte. O ato também serviu como alerta para a proteção da espécie, que corre risco de extinção.

Foram realizados rituais e orações por sacerdotes hindus presentes no ato, e Himanta Biswa Sarma, que é ministro-chefe do estado de Assam, foi quem acendeu a fogueira. O ato aconteceu em uma plataforma localizada em um estádio, perto do Parque Nacional de Kaziranga, que é um refúgio para os rinocerontes.

Foto: Reprodução | Daily Mail

Os chifres queimados no ritual pertenceram a rinocerontes que morreram de causas naturais no parque de Kaziranga e também de outros animais que morreram no estado, incluindo os que foram confiscados de caçadores. Esses chifres ficaram guardados por anos.

O parque de Kaziranga é o maior habitat de animais desta espécie no mundo, mas mesmo com a presença de guardas florestais, caçadores ainda conseguem matar rinocerontes. Hoje, Kaziranga abriga cerca de 2500 rinocerontes-indianos, de um chifre só.

Kaziranga abriga cerca cerca de 2500 rinocerontes-indianos | Foto: Ilustração/Pixabay

De acordo com o DailyMail, em algumas partes do mundo, acredita-se que os chifres de rinocerontes tenham propriedades medicinais e afrodisíacas. China, Vietnam, e o Sul da Ásia são alguns dos lugares onde a venda de chifres é realizada pelos caçadores. Na Índia, essa ação é ilegal.

Segundo MK Yadava, responsável pela guarda da vida selvagem do estado de Assam, a intenção do ministro-chefe Himanta Biswa Sarma, foi chamar a atenção das pessoas para que elas se conscientizem sobre a necessidade proteger esses animais, e acabar com a caça ilegal.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo