NEGLIGÊNCIA            

Mulher é presa em flagrante por deixar cães em situação precária

           
Montagem | G1 MS

Após receber uma denúncia anônima na última segunda (13), a equipe da Polícia Militar Ambiental (PMA) de Aquidauana foi ao local e constatou o crime de maus-tratos a cinco cachorros que estavam “em situação de penúria”. Uma mulher de 32 anos foi presa em flagrante e autuada pelo artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais (9.605/98) e ainda levou multa de R$ 2,5 mil”.

Durante a noite, ao chegar na Vila Frageli, a equipe da PMA disse que encontrou dois machos, uma fêmea e dois filhotes, sem raça definida, todos estavam extremamente debilitados e com sarnas, carrapatos, sem alimento e em local com condição de higiene ruim.

Indagada sobre os acontecimentos, a mulher disse que os animais estavam somente um dia sem alimento, porque “ela não tinha dinheiro para comprar ração”.

Com os cachorros apreendidos a suspeita foi levada até a delegacia do município, onde houve o indiciamento. A pena para o crime ambiental de maus-tratos é de dois a cinco anos de reclusão.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo