PROTEÇÃO ANIMAL            

Governo do Tocantins sanciona lei que proíbe rinhas de cães e galos no estado

Publicada no Diário Oficial do Estado, a medida já está em vigor. Quem descumpri-la poderá ser punido com multa que varia de R$ 1 mil a R$ 15 mil            
FOTO: WIKIMEDIA COMMONS

O governador do Tocantins, Mauro Carlesse (PSL), sancionou a lei que proíbe que cachorros e galos sejam explorados em rinhas. A proposta foi analisada pelo governador após ser aprovada na Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins.

Publicada no Diário Oficial do Estado, a medida já está em vigor. Quem descumpri-la poderá ser punido com multa que varia de R$ 1 mil a R$ 15 mil.

Os valores fixados pela legislação são estabelecidos de acordo com a gravidade do crime. Infrações consideradas leves serão punidas com multa de R$ 1.500 a R$ 5 mil. As graves terão como punição multas de R$ 5.001 a R$ 10 mil. A lei fixa ainda valores para infrações consideradas muito graves: de R$ 10.001 a R$ 15 mil.

Além da gravidade do crime, os antecedentes do criminoso também serão levados em consideração no momento em que o fiscal for determinar o valor da multa, que será dobrado em caso de reincidência. Os recursos serão destinados ao Fundo Estadual do Meio Ambiente (FUEMA).

As rinhas também são consideradas práticas criminosas segundo a Lei de Crimes Ambientais, que abrange crimes de maus-tratos cometidos contra animais e ações danosas praticadas contra a natureza, como queimadas.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo