ESPÉCIE VULNERÁVEL            

Tamanduá é resgatado por policiais após ser atropelado

           
Foto: Divulgação PMA- MidiaMax UOL

Uma equipe da Polícia Militar Ambiental resgatou um tamanduá-mirim (Tetradactyla) vítima de atropelamento na altura do km 10 da rodovia MS-480, próximo à Batayporã, no Mato Grosso do Sul. A espécie não corre risco de extinção, mas é listada como vulnerável. A operação de salvamento ocorreu no último sábado (11).

O animal silvestre ficou com uma das patas feridas e apresentava dificuldade de locomoção. Para realizar o resgate, os militares usaram um puçá, um equipamento envolto com uma rede utilizado frequentemente em resgates de animais. O petrecho é seguro e minimiza os riscos do animal, geralmente assustado, se ferir ainda mais.

Foto: Ilustração | Pixabay

Após o resgate, o pequeno tamanduá foi colocado em uma gaiola de contenção e encaminhado para uma clínica veterinária para receber medicações e curativos. Apesar do susto e da gravidade do acidente, o animal não corre risco de morte. Ainda não há informações sobre o destino do tamanduá e tudo dependerá do quadro de recuperação.

Caso ele se consiga se reabilitar completamente, o animal silvestre será devolvido à natureza. Se, infelizmente, ele não puder ser solto rapidamente, será enviado para o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS), em Campo Grande, e será preparado para retornar ao seu habitat em um local seguro.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo