MATO GROSSO DO SUL            

Ninhos de papagaios recebem proteção da polícia

Para prevenir a retirada de filhotes, a polícia monitora ninhos e traficantes            
Foto: Divulgação

No Mato Grosso do Sul, diversos ninhos de papagaio localizados no Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema e de Dourados, estão sob a proteção de policiais militares ambientais que fazem parte do grupamento do local. Segundo o portal R7, a operação, nomeada de Bocaiúva, está monitorando os ninhos para evitar a retirada dos filhotes.

A época de reprodução dos papagaios vai de agosto até dezembro, e para proteger esses e outros pássaros, também participam dessa operação policiais do setor de inteligência, monitorando traficantes de animais silvestres.

O tráfico de animais silvestres envolve e gera muito dinheiro, ficando atrás apenas de outras duas práticas criminosas, o tráfico de drogas e o tráfico de armas. No Mato Grosso do Sul, o problema maior é o tráfico específico de papagaios, que são retirados ainda filhotes por compradores que têm interesse na espécie devido a capacidade de imitar a voz humana.

Entre agosto e dezembro são feitas operações para evitar a retirada desses filhotes, nesse período a polícia tenta prevenir o aliciamento de funcionários de fazendas e assentados pelos traficantes de animais silvestres. Além disso, é essencial fazer barreiras nas saídas do estado para que traficantes locais e de fora não sintam-se estimulados e livres para praticar esse crime.

Outro ponto importante é monitorar traficantes presos nos anos anteriores praticando o crime na área que fica em municípios localizados perto da divisa com São Paulo e Paraná.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo