AFEGANISTÃO            

Cães abandonados por militares norte-americanos em Cabul encontram novos lares

           
Foto: Reprodução | Daily Mail

Dezenas de cães farejadores abandonados por militares norte-americanos abandonados aeroporto de Cabul, no Afeganistão, foram resgatados e, segundo informações do Daily Mail, encontraram novos lares e guardiões. Os Estados Unidos negaram que tenham abandonado os animais, mas funcionários do aeroporto afirmam que os animais foram deixados na seção do aeroporto que era utilizada pela exército do país.

Os cães foram resgatados por uma equipe de uma empresa de segurança privada e ainda não ficou claro se eles continuarão sendo explorados ou se serão cuidados como animais domésticos. A empresa disse que está claro que os animais eram treinados para farejar explosivos e foram deixados em dois contêineres separados. O Pentágono nega que os animais eram membros do exército.

A PETA afirma que pelo menos 120 cães foram deixados para trás mantidos em caixas de resgate sem água e comida. A organização implorou ao presidente Joe Biden para salvar os animais, mas a assessoria de imprensa do líder político negou o abandono. Agora, o destino dos animais é sombrio e teme-se que eles continuem sendo explorados e usados em atividades de risco.

Foto: Reprodução | Daily Mail

Entenda

Dezenas de cachorros treinados e explorados por militares norte-americanos foram abandonados no Afeganistão. A organização American Humane afirma que deixar os cães para trás é o mesmo do que sentenciá-los à morte e teme que o Talibã torture os animais como uma forma de retaliação. Ativistas em defesa dos direitos animais exigem que Joe Biden resgate os animais que foram obrigados a servir ao país e agora foram descartados e deixados para morrer de forma cruel e covarde.

A American Humane é uma das primeiras organizações dedicadas ao bem-estar animal nos Estados Unidos, chegando a atuar no resgate de cães e cavalos na Primeira Guerra Mundial. “Como a primeira organização humanitária do país e a maior certificadora de bem-estar animal do mundo, nos enjoa ficar sentados de braços cruzados e assistir a esses cães serem condenados à morte ou coisa pior. Eles precisam ser levados por um lugar seguro”, disse um porta-voz.

Foto: Reprodução | Daily Mail

A organização denuncia que o mesmo aconteceu com cães explorados por soldados no Vietnã e classifica o ato como “uma falha enquanto humanidade”. Muitos internautas estão condenando a ação e criticando o exército e o presidente dos EUA. “Esses animais se arriscam mais do que seres humanos, são privados de tudo que lhes é natural desde que nascem e quando, finalmente, devem ser aposentados e receberem conforto, são simplesmente abandonados”, disse o usuário de uma rede social.

Os Estados Unidos conseguiram retirar todas as suas tropas do país, mas além dos cães, também deixou para trás mais de 200 cidadãos norte-americanos que terão suas vidas decididas pelo Talibã. Até momento, o Congresso dos EUA não disse se pretende tentar salvar os cachorros.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo