CRIME            

Cadela é salva após gritar de dor ao ser esquartejada viva no interior de MG

Facas ensanguentadas usadas pelo criminoso foram apreendidas pela polícia no momento da prisão em flagrante do agressor            
Foto: Pixabay/Ilustrativa

Uma cadela teve sua vida salva após ser mutilada por um homem flagrado esquartejando o animal no quintal de sua casa no bairro Santa Terezinha, em Timóteo, no estado de Minas Gerais. O crime, ocorrido na segunda-feira (13), foi descoberto após a cadela começar a chorar de dor.

Um vizinho do autor do crime saía de casa para trabalhar quando escutou os gritos da cadela e, preocupado, decidiu averiguar o que estava acontecendo. Foi então que se deparou com um homem esquartejando a cadela e acionou a Polícia Militar (PM).

Ao chegar no local do crime, os policiais encontraram a cadela amarrada em uma corda por uma das patas traseiras, pendurada de cabeça para baixo. O homem, filho do tutor do animal, foi flagrado cometendo o crime. Em suas mãos, estava uma das facas usadas para agredir a cadela. Na residência, duas facas sujas de sangue foram apreendidas.

Testemunhas ouvidas pela Polícia Militar teriam afirmado que o agressor de Maria Bonita, como é chamada a cadela, havia feito ameaças de morte ao animal antes de concretizar o crime. O motivo torpe seria o fato de que a cadela estaria correndo atrás de galinhas criadas pelo homem.

Foto: Polícia Militar

Tutelada pelo pai do agressor, a cadela foi resgatada pelos policiais e encaminhada ao Departamento de Zoonoses da Prefeitura de Timóteo. O estado de saúde do animal não foi informado pelas autoridades.

Além do resgate, os agentes da Polícia Militar também efetuaram a prisão em flagrante do agressor de Maria Bonita, que foi levado à delegacia de Polícia Civil do município, juntamente com as facas apreendidas que configuram provas do crime.

De acordo com a PM, o homem também estaria envolvido em outro crime ambiental, já que dias antes de mutilar a cadela teria colocado fogo em uma vegetação localizada nos fundos da casa onde mora. As chamas teriam se alastrado rapidamente e colocado outros imóveis e famílias em risco, além de ameaçar a própria natureza e os animais que nela habitam.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo