PANDEMIA            

Presença de tutores em casa está deixando gatos mais estressados

           
Unsplash

Os gatos têm personalidades únicas e fascinantes. Há gatinhos mais independentes, enquanto outros são extremamente apegados aos seus tutores. Existem os carinhosos e os mais ariscos, os brincalhões e os preguiçosos, entre outros. Cada gatinho é, sem dúvidas, uma caixinha de surpresas!

No entanto, os gatos também têm os seus instintos e comportamentos naturais da espécie. E a natureza solitária é uma das características inatas que, segundo especialistas, têm deixado os bichanos mais estressados nesse período de pandemia.

Com a promoção de quarentenas e medidas de isolamento social em todo o mundo, os tutores de gatos passaram a ficar muito mais tempo em suas casas. Isso promove um abalo na rotina dos animais, que são extremamente metódicos e gostam de passar um bom tempo na própria companhia.

Pixabay

De acordo com o portal Pet é Pop, o aumento da movimentação em casa ou até mesmo do barulho, promovido pelos adultos ou crianças, também gera uma sensação de estresse constante nos bichanos. Agora, os lugares em que eles tiravam suas tranquilas sonecas durante a tarde estão ocupados por pessoas potencialmente barulhentas.

Por isso, a dica é: tente reservar um ambiente tranquilo para que o seu gatinho possa se isolar. E não se esqueça: isso não significa que ele não o ame! Ele apenas precisa de um período só dele, para que as energias sejam recarregadas e ele possa voltar a interagir com toda a família. Respeitar as características dos bichanos é fundamental para o seu bem-estar.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo