NEGLIGÊNCIA            

Cães e gatos mantidos em condições precárias são resgatados no ES

           
Reprodução/ TV Gazeta

No último domingo (15), foram resgatados sete cachorros e 23 gatos em péssimas condições de saúde e higiene de uma residência em Chácara Parreiral, na Serra, na Grande Vitória (ES) pela Polícia Ambiental e pela Fiscalização da Serra. Os animais também receberam assistência veterinária e agora estão sob custódia da Polícia Ambiental.

No momento do recolhimento dos animais pela equipe e pela força de segurança, um cão foi encontrado morto. A Polícia Militar foi acionada após um morador da vizinhança registrar em vídeo o mesmo animal morto no quintal da casa. Imagens também mostram a dona do imóvel colocando o corpo do cachorro em um saco de ração antes de atender os policiais no portão.

A veterinária Ludmila Reinholz também acompanhou o resgate, e segundo ela, os animais eram claramente sujeitos a maus-tratos devido ao estado de saúde que se encontravam. Além de magros, alguns estavam doentes. Um dos cães não tinha um dos olhos e outro estava com a pata quebrada.

“Os animais estavam em uma área bastante suja, com muitas fezes, muita urina e, aparentemente, sem água e sem comida. Também estavam sem cama, sem o mínimo de conforto. Uma situação clara de maus-tratos”, relatou a veterinária Ludmilla.

A dona do imóvel e também responsável pelos animais, Erika Stina Pereira Câmara, foi levada a Delegacia Regional da Serra pela Polícia Ambiental, suspeita de os maltratar. Apesar de ter sido pega em flagrante, ela negou o crime, argumentando que não fica muito tempo em casa e que os animais uivavam muito, incomodando vizinhos.

 “A questão é que eles uivam muito e o pessoal começou a reclamar. Aí, por coincidência, minha mãe tem 79 anos e teve Covid-19, teve trombose, eu coloquei minha mudança aí, meus animais, mas não estava conseguindo habitar a casa. Ontem, como minhas roupas de cama estão todas empoeiradas ainda, eu fui dormir na casa da minha mãe e eles brigaram”, explicou ela.

Segundo os moradores, muitos tentaram ajudar a cuidar dos animais. Os vizinhos chagaram a alimentar os animais pelo portão, mas a proprietária colocou uma chapa de aço para os impedir. Além disso, na parte externa do muro da casa, era possível ler uma frase que segundo moradores do bairro era em tom ameaçador: “Existe vida após a morte? Pule aqui e descubra”.

“Ela vinha de oito em oito dias. Os moradores queriam ajudar, mas ela colocou essa proteção no portão e colocou essa frase”, contou a costureira Paula Fernandes de Brito.

Tereza de Souza, que também mora no bairro, afirmou que os animais choravam muito. “Faz meses que a gente está ligando, reclamando, porque eles choram demais, é muito sofrimento”, explicou.

A tutora será multada. A equipe de Fiscalização Ambiental da Serra informou que está avaliando todos os detalhes da infração para definir o valor dessa multa.

 

 

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo