TERESINA (PI)            

Cerca de 10 gatos são encontrados mortos com sinais de envenenamento

           
Créditos G1- Protetores de animais cuidam de animais abandonados no Centro Administrativo — Foto: Divulgação /Polícia Civil do Piauí

A polícia de Teresina investiga a morte de vários gatos nos últimos dois meses, encontrados no Centro Administrativo, na região central da cidade. Conforme o inquérito, a suspeita da morte dos animais é que tenham sido vítimas de envenenamento.

Os primeiros casos foram denunciados à polícia, quando uma vigilante do local encontrou dois gatinhos sem vida, conforme explicou o delegado Emir Maia, da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente.

“Duas pessoas nos relataram ainda que, durante a noite, ocorre o abandono de gatos no Centro Administrativo. A população desses animais tem crescido assustadoramente e, ao que parece, alguém começou a envenená-los”, conta Emir.

Segundo as informações do G1, a administração do local informou que mantém a ração diária e água para os animais, e que há um espaço para alimentação dos felinos. Inclusive, os gatinhos abandonados estão sob o cuidado de protetores de animais.

A investigação da Polícia Civil, está sendo feita para identificar tanto os responsáveis pelo envenenamento dos animais como pelos abandonos. Por fim, a polícia está analisando as imagens de câmera de segurança do Centro Administrativo e também ouvindo testemunhas.

Confira a nota enviada ao G1 pela administração do Centro Administrativo:

A administração do Centro Administrativo informa que não está ciente da morte de gatos, nos últimos três meses, no Centro Administrativo. Mas vai aguardar o posicionamento e o inquérito da Polícia Civil. Administração também realiza a compra periódica de ração para os animais que circulam e moram pelo local. Abandonar ou maltratar animais é crime previsto pela Lei Federal nº 9.605/98. A colaboração e a consciência de todos é fundamental.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo