CEARÁ            

Peixe-boi devolvida ao mar após reabilitação é salva pela segunda vez

           
Portal G1 – Fêmea foi resgatada em um rio — Foto: Divulgação/Aquasis

Segundo informações do portal G1, no último sábado (31), uma peixe-boi que tinha sido reabilitada e devolvida ao mar no início do mês, foi encontrada em um rio na cidade de Itapipoca, no Ceará.

O animal, que perdeu seu rastreador, foi resgatado por uma ONG. A peixe-boi batizada de Pintada, foi achada no rio Cruxati, no distrito de Barrento, a 300 km de onde ela havia sido solta. 

A Associação de Pesquisas e Preservação de Ecossistemas Aquáticos (Aquasis) informou que o animal não chegou a encalhar, entretanto, por estar presa no rio, poderia ter tido sérios problemas.

Portal G1 – Resgate de peixe-boi foi realizada pela Aquasis – — Foto: Divulgação/Aquasis

Reabilitação

Pintada foi salva em 2015 pela Aquasis, pesando cerca de 380 kg, o animal ficou seis anos em reabilitação. Durante este período, foi preparada para retornar ao mar. 

No início do mês de julho (6), Pintada foi devolvida ao mar, na praia da cidade de Icapuí, leste do Ceará. Logo após oito dias de liberdade, a peixe-boi perdeu o rastreador que a monitorava. 

No mesmo dia, ela tinha encalhado na praia de Flecheiras, em Trairi, porém foi socorrida por pescadores e os biólogos da Aquasis encontraram somente o rastreador, perdendo assim o contato com o animal.

“Nada disso seria possível sem o apoio da comunidade local, que além de nos avisar onde ela se encontrava, participou ativamente no resgate da Pintada”, contou a Aquasis.

Após encontrada, a ONG informou que ela não foi levada para o Centro de Reabilitação de Mamíferos Marinhos (CRMM), já que  não  chegou a encalhar. De acordo com as informações, o animal estava bem de saúde e sem ferimentos. 

Embora tenha perdido peso, Pintada estava apta para ser solta novamente, segundo a Aquasis.

O rastrear foi recolocado no animal que foi devolvido ao mar novamente, na altura da foz do Rio Mundaú, em Itapipoca. Portanto, Pintada seguirá sendo monitorada pela Aquasis.

 “A união de esforços foi fundamental para encontrá-la. Sem a ajuda de todos os envolvidos não teríamos conseguido com tanto sucesso”, agradeceu a ONG em nota, a todos aqueles que colaboraram no resgate da peixe-boi.

 

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo