CRUELDADE            

Homem mutila orelha de cães e diz que ato é simpatia para animais terem saúde

Apesar do sofrimento ao qual foram submetidos, os filhotes foram socorridos e passam bem            
Foto: Reprodução

Um homem de 47 anos foi flagrado mutilando as orelhas de dois filhotes de cachorro na última segunda-feira (2) na cidade de Corguinho, a 96 quilômetros de distância de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul. Ao ser questionado sobre seus atos, o agressor confessou o crime.

Aos policiais, o homem afirmou que decepou a ponta das orelhas dos cães para realizar uma simpatia que, segundo ele, tem como objetivo fazer com que os cachorros tenham sorte e saúde.

O crime foi descoberto pela tutora dos animais. Conforme relatado pela mulher à polícia, o homem, que não teve a identidade revelada, havia sido convidado para um almoço na casa onde os cachorros vivem. Em determinado momento, a moradora o flagrou maltratando os filhotes, que têm três meses de idade.

Indignada com a crueldade cometida pelo agressor, a mulher acionou as autoridades, que enviaram uma equipe ao local para realizar a prisão em flagrante do homem.

Responsável pelas investigações, o delegado Roberto Duarte Faria informou ao G1 que o homem usou uma faca para cortar as orelhas dos filhotes, que sofreram com a dor provocada pela mutilação. Os cortes causaram sangramento nos animais.

“Ele botou as orelhinhas dos cachorros num tronco de madeira e cortou”, relatou Duarte Faria. Segundo o delegado, ao ser questionado sobre o crime, o homem alegou que a mutilação faz parte de uma crença dele para garantir que os cachorros não contraíssem raiva – a doença, no entanto, só pode ser prevenida por meio de vacinação com reforço anual.

As imagens podem ser fortes para pessoas sensíveis a casos de maus-tratos a animais

No boletim de ocorrência registrado na Delegacia de Polícia Civil de Corguinho, a tutora dos cachorros relatou que chegou em casa e encontrou o homem com uma faca em uma das mãos. Foi então que ela percebeu que um dos filhotes estava com as orelhas cortadas e que o homem estava começando a cortar as orelhas do segundo filhote.

Preocupada, ela questionou o próprio pai, de 45 anos, sobre o que ele havia presenciado. O homem, por sua vez, afirmou também ter presenciado a mesma cena que a filha. Socorridos pela família, os filhotes foram levados a uma clínica veterinária e, apesar do sofrimento ao qual foram submetidos, passam bem e se recuperam dos maus-tratos.

O agressor dos cães foi indiciado pelo crime de maus-tratos a animais, com pena de até cinco de prisão para casos em que as vítimas são cachorros ou gatos. Ele também poderá ser multado e proibido de tutelar animais caso seja condenado pela Justiça.

Foto: Polícia Civil/Divulgação

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo