MAUS-TRATOS            

Polícia resgata 300 animais que viviam amontoados em casa repleta de fezes

Os cachorros e gatos encontrados no imóvel foram resgatados e encaminhados para uma ONG de proteção animal            
Foto: Pixabay/Imagem Ilustrativa

Cerca de 300 animais, entre cachorros e gatos, foram encontrados em condições de maus-tratos em um sobrado no distrito de Caucaia do Alto, na cidade de Cotia, na Grande São Paulo. Resgatados pela Guarda Civil Municipal (GCM), eles viviam em meio à grande quantidade de fezes.

De acordo com a corporação, a denúncia recebida apontava um caso de desentendimento entre o casal que mora no imóvel. No entanto, ao chegar no local, crimes de abuso contra animais e maus-tratos a crianças foram identificados.

Segundo relatos dos guardas, o morador da casa estava nervoso quando recebeu os agentes e pediu para que eles entrassem na residência para que pudessem observar a situação do local. Dentro do terreno de 250 metros quadrados, com 125 metros de construção, cerca de 300 animais foram encontrados.

No local, cachorros e gatos viviam amontoados, em espaço insuficiente para abrigá-los. Ração e fezes foram encontradas espalhadas pelos cômodos, que também estavam repletos de pelos dos animais, que viviam em condições de maus-tratos e suportavam o forte odor exalado pela sujeira.

Foram encontrados animais aglomerados inclusive dentro do quarto de duas crianças de 5 e 9 anos, filhas do casal. A Guarda Civil Municipal também identificou no quintal espécies de jaulas construídas para manter os animais presos.

Proprietário de uma cozinha industrial, o dono da casa comercializa salgados e teria relatado aos agentes que passou a enfrentar prejuízo em seu negócio, que tem como foco a venda dos produtos no centro de São Paulo, desde que clientes começaram a reclamar de pelos encontrados nos salgados.

Diante da descoberta, a GCM acionou o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), a Vigilância Sanitária e o Conselho Tutelar para que fosse realizado um acompanhamento do caso, já que animais, crianças e produtos destinados à venda estavam envolvidos no caso.

Ao final da ocorrência, os animais foram resgatados pela GCM e encaminhados para uma ONG de proteção animal de Cotia. As crianças também foram retiradas da casa e levadas a um abrigo pelo Conselho Tutelar, onde devem permanecer até esta segunda-feira (02), quando o destino de ambas será decidido pelo Poder Judiciário.

O casal foi encaminhado para a Delegacia Central de Cotia para dar explicações sobre o caso. Eles foram indiciados pelos crimes de abuso contra animais e maus-tratos a crianças, mas responderão em liberdade pelos atos praticados.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo