CAMPO GRANDE (MS)            

Cão morre de frio e desnutrição por negligência do tutor

           
DECAT/Reprodução

Um cão sem raça definida foi encontrado morto em uma casa no Jardim São Conrado, em Campo Grande, no dia 29. O animal morreu de frio e estava em situação de desnutrição. Esta quinta-feira (29), começou com geada em ao menos 26 municípios de Mato Grosso do Sul.

Entre os municípios que registraram geada estão Ponta Porã, Iguatemi, Aral Moreira, Campo Grande, Sidrolândia e Rio Brilhante, onde foi registrada a menor temperatura do estado: -1,1°C, com sensação de -6°C.

Uma equipe da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista (Decat) recebeu a denúncia da morte do cachorro, por parte do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). O tutor do animal, de 27 anos, que havia deixado a cadeia um dia antes (28), voltou a ser preso.

Um outro homem, de 24 anos, que estava na casa também foi levado para a prisão, segundo a polícia. Os policiais encontraram outro cão na casa, amarrado e desnutrido, em um ambiente ao relento. O cão foi resgatado e levado ao Centro de Zoonoses.

O investigador Rubens Vieira explicou ao G1 que o tutor do cão disse inicialmente que estava sozinho na residência, mas um outro homem, de 24 anos, que foi apresentado como enteado do tutor do cachorro, foi encontrado no local. Segundo a polícia, os homens responderão por maus-tratos e também por porte ilegal de arma de uso restrito. Os agentes encontraram munições na casa.

“O que chamou a atenção é que o rapaz de 27 anos tinha acabado de sair da cadeia. Ele ficou preso por 28 dias por tráfico de drogas e ainda estava com a tornozeleira eletrônica. O rapaz que não estava preso ficou responsável por cuidar dos cães. Os dois responderão pelo crime”, afirmou Rubens.

DECAT/Reprodução

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo