SOFRIMENTO            

Onça-parda ameaçada de extinção morre após ser atropelada em rodovia

Fêmea e adulta, a onça chegou a ser socorrida, mas não sobreviveu aos ferimentos            
Foto: Sérgio Sakate

Uma onça-parda morreu após ser atropelada na Rodovia General Euclides de Oliveira Figueiro, conhecida popularmente como Rodovia da Integração, em Dracena, no interior de São Paulo. O animal silvestre, que está sob ameaça de extinção, chegou a ser resgatado com vida na manhã desta sexta-feira (30), mas não sobreviveu aos ferimentos.

A onça foi encontrada caída sobre a ponte do Córrego Marrequinhas, bastante debilitada. Ao ser comunicado sobre o caso, o Corpo de Bombeiros enviou uma equipe para realizar o resgate, mas os veterinários não conseguiram estabilizar a onça.

Morador da região, Sérgio Sakate passava pelo local por volta das 7h30 quando se deparou com a onça deitada sobre a ponte. Segundo ele, o animal estava praticamente imóvel.

“Foi uma mistura de alegria, medo e tristeza. Alegria pela natureza; medo pelo instinto natural dela; e tristeza porque parecia que estava machucada”, disse Sakate ao G1.

Quase uma hora antes, a onça já havia sido vista por uma pessoa que acionou o Corpo de Bombeiros. Após ser resgatado, o animal silvestre foi levado até profissionais de medicina veterinária. Porém, não havia muito a ser feito pela onça, conforme explicado pelo médico veterinário Colombo Guerra Carvalho Júnior.

Segundo ele, tratava-se de uma fêmea adulta. “Infelizmente chegou aqui politraumatizado e em choque hipovolêmico [perda de sangue em grande quantidade], e veio a óbito pouco tempo depois da chegada”, relatou.

De acordo com o veterinário, além do atropelamento, o frio debilitou o estado de saúde da onça. “Chegamos a medicá-la, mas infelizmente não foi a tempo”, disse.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo