FINAL FELIZ            

Cadela é adotada após ser abandonada e sobreviver a atropelamento

Com a adoção, Maju pôde enfim deixar para trás o passado e começar a viver dias felizes            
Foto: 3° BBM/Divulgação

Maju venceu o abandono e sobreviveu a um atropelamento graças à dedicação dos militares do 3º Batalhão do Corpo de Bombeiros de Belo Horizonte (MG), que lhe abrigaram durante dois meses até que ela encontrasse um lar.

O tenente Felipe de Oliveira Nunes contou ao G1 que Maju vivia em situação de rua antes de ser cuidada pelos militares. Pouco tempo depois, porém, a cadela acabou sendo atropelada na avenida Antônio Carlos por um motorista que fugiu sem prestar socorro.

Socorrida, a cadela foi levada para o hospital veterinário da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), foi submetida a tratamentos e passou por cirurgia. Os custos médicos foram pagos pelos militares.

Após receber alta, Maju foi recebida no quartel com uma casinha nova para dormir. Desde então, os oficiais começaram a procurar um lar para a cadela, que acabou sendo adotada pela soldado Gabriela Moreira Avelar. “Gosto de cachorro. Via a Maju quando ia abastecer a viatura e fui criando um amor por ela”, contou Gabriela.

Antes de adotar Maju, Gabriela já tutelava outros cinco cachorros: o Caramelo, o Costelinha, o Zoi e a Nina,  que não possuem raça definida (SRD), e a Winnie, uma golden retriever. “Mas todos são adotados”, reforçou.

Desde a última semana, a família de Gabriela aumentou e, segundo ela, Maju está totalmente adaptada, vivendo feliz junto de seus irmãos caninos.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo