FIM DO SOFRIMENTO            

Operação resgata dezenas de animais que viviam acorrentados e passavam fome

Porcos, galinhas, galos e cavalos viviam em condições precárias. Após o resgate, todos foram encaminhados para lares temporários            
Foto: Irineu Júnior/Prefeitura de Suzano

Vivendo em condições de maus-tratos, 16 animais de diferentes espécies foram resgatados na cidade de Suzano, no interior de São Paulo, durante uma operação realizada na última segunda-feira (26). Galinhas, galos, cavalos, porcos e cachorros viviam acorrentados em um imóvel no Jardim Monte Cristo.

O caso foi denunciado ao Setor de Bem-Estar Animal da Prefeitura de Suzano, que enviou uma equipe ao local e identificou animais em condições precárias. Além de serem mantidos presos, eles passavam fome e não tinham água para beber. Encaminhados para lares temporários, todos passaram a receber os cuidados necessários e terão acompanhamento veterinário.

Os animais eram mantidos em um terreno particular sem a ciência e o consentimento do proprietário. De acordo com a prefeitura, inicialmente os servidores públicos foram ao local para investigar uma denúncia de criação de porcos em área urbana, o que é proibido em Suzano. No entanto, ao chegar no terreno descobriram que os porcos e as demais espécies mantidas no espaço viviam em condições de maus-tratos.

Segundo a administração municipal, o terreno onde o crime ocorria é de propriedade de uma empresa de distribuição de energia elétrica que não estava ciente da presença dos animais no local. Ao ser contatado pela prefeitura, o responsável pela empresa permitiu a entrada dos agentes públicos.

Além de membros do Setor de Bem-Estar Animal, também participaram da operação servidores do Departamento de Fiscalização de Posturas e agentes da Guarda Civil Municipal (GCM).

Em um terreno de terra batida com condições sanitárias precárias, foram encontrados dezenas de animais, sendo cinco galinhas, dois galos, quatro cavalos, três porcos e dois cachorros. Todos estavam acorrentados, sem água e comida, e parte deles apresentava ferimentos e hematomas graves.

Foto: Irineu Júnior/Prefeitura de Suzano

Ao constatar os maus-tratos, a equipe da prefeitura acionou imediatamente a GCM para que um boletim de ocorrência fosse registrado. De acordo com a Guarda Civil Municipal, todas as providências necessárias serão tomadas para que os tutores dos animais sejam identificados, localizados e punidos.

De acordo com o chefe da pasta de Meio Ambiente de Suzano, André Chiang, o tratamento veterinário dos animais será de responsabilidade dos profissionais da prefeitura. “Nossa prioridade é sempre o bem-estar dos animais. Com o rápido atendimento à denúncia pudemos tirá-los desta condição lamentável e movê-los para novos ambientes seguros e acolhedores, onde irão se recuperar e ter uma vida melhor”, explicou ao G1.

Como denunciar?

No município de Suzano, casos de maus-tratos e abandono de animais podem ser denunciados de várias maneiras. Uma delas é por meio da Ouvidoria Geral do Município, que pode ser acessada através do site oficial da prefeitura.

É possível ainda formalizar denúncia pelo aplicativo para celular “Cidadão Online”, através do e-mail ouvidoria@suzano.sp.gov.br ou pelo telefone 0800-774-2007. A equipe de Bem-Estar Animal também recebe ocorrências pelo número (11) 4745-2055. Além desses canais de denúncia, os casos podem ser comunicados à Polícia Militar por meio do 190.

Caso a testemunha do crime tenha meios de obter provas, é importante que fotos, vídeos e áudios sejam encaminhados às autoridades.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo