ESPERANÇA

Ativistas lutam para salvar cães feridos que sobreviveram ao Festival de Yulin

           
Foto: NoToDogMeat

Cães resgatados que sobreviveram ao Festival de Yulin, na China, estão recebendo cuidados intensivos da organização NoToDogMeat. Muitos dos animais salvos antes da morte estavam feridos e traumatizados. A maioria viu outros animais sendo assassinados ou foi espancada violentamente. Nas duas últimas semanas, mais de vinte cachorros foram resgatados e estão sob cuidados intensivos.

Um dos cães, carinhosamente batizado de Cain, chamou a atenção dos ativistas. Além dos maus-tratos sofridos no local onde era mantido cativo, ele sofria com uma doença que causava dores intensas e profundas. Ele viveu uma longa agonia. “Os açougueiros eram tão arrogantes e indiferentes que não se importavam”, disse uma porta voz da organização.

Não conseguiram identificar se Cain nasceu em uma fazenda de cães ou foi sequestrado dos seus tutores. “Não temos ideia de onde ele veio, mas pela profunda tristeza em seus olhos, ficou claro que ele está sofrendo há muito tempo”, disse. Os cães destinados à morte no Festival de Yulin sofrem torturas indizíveis e não alimentam nenhuma esperança.

Caim foi resgatado junto com outros animais em péssimas condições. “Os cães eram mantidos em um cercado vazio, sem luz, comida ou água e eram arrastados um a um, mortos e queimados imediatamente, os mortos ao lado dos que mal viviam. A maioria estava letárgica e fraca, mas alguns fizeram contato visual”, disse a organização.

Estima-se que anualmente 15 mil cães são mortos e consumidos no Festival de Yulin.

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação

Você Viu?

ir para o topo