COVARDIA            

Homem é multado em R$ 3 mil após agredir cão e amordaçá-lo com fita adesiva

O cachorro foi resgatado, assim como outro animal que também foi maltratado pelo homem            
Foto: Polícia Ambiental

Um homem de 22 anos foi denunciado às autoridades por maus-tratos a cães em Presidente Prudente, no interior do estado de São Paulo. A testemunha que registrou a ocorrência no sábado (3) relatou um caso de agressão contra o animal.

De acordo com a Polícia Militar Ambiental (PMA), a denúncia indicava que o rapaz havia quebrado a casinha dos cachorros, feita de madeira, e usado-a para agredir os animais a pauladas. No entanto, ao chegarem no local, os agentes perceberam que se tratava de um caso ainda mais grave, já que um dos cães agredidos havia sido amordaçado.

A mordaça foi feita com fita adesiva. Além de impedir que o cão realize seu instinto natural de latir – por meio do qual, inclusive, comunica-se com humanos e outros animais -, o ato de amordaçar o cachorro também causa dor, impede que ele se alimente e beba água e pode causar ferimentos no focinho.

Foto: Polícia Ambiental

Após constatar que a denúncia procedia, os policiais resgataram um dos cães e entregaram o outro ao Centro de Controle de Zoonoses de Presidente Prudente, que ficou responsável por cuidar do animal.

Como punição pelo crime cometido, o homem foi multado em R$ 3 mil. Ele também deve ser indiciado pela prática criminosa e, caso seja condenado em julgamento, poderá ser punido com até cinco anos de prisão, além de multa e da proibição de tutelar outros animais.

Foto: Polícia Ambiental

Comente

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo