SOFRIMENTO            

Gata fica cega após ser atropelada por homens que teriam tentado sequestrá-la

Cristal teve que passar por uma cirurgia nos olhos e precisará de outro procedimento cirúrgico para corrigir uma grave lesão na mandíbula            
Reprodução | Arquivo pessoal

Uma gata de um ano e meio foi atropelada no setor Residencial Goiânia Viva, na capital goiana. A tutora Wanda da Silva acredita que os responsáveis por essa crueldade tentaram sequestrá-la, não conseguiram e a atropelaram. Cristal segue em recuperação, mas está cega, porque seu globo ocular saiu do lugar devido à gravidade do acidente.

“Essa gata tem uma história. Eu perdi um filho faz quatro anos e fiquei muito mal. Uma amiga minha cria gatos dessa raça, Persa. Ela disse: “Quando minha gata der cria, vou te dar um filhote, e ela me deu. A Cristal foi um presente que eu ganhei, ela me preencheu e me trouxe muita alegria”, disse Wanda.

Segundo a tutora, não é a primeira vez que tentam sequestrar a gata. Dessa vez, tudo aconteceu quando o animal saiu de casa. Mesmo com uma tela em todo portão, a gata conseguiu abrir um pequeno buraco e ir para rua.

Uma vizinha de Wanda viu a gatinha caída no chão e a chamou. Ela relatou para a tutora que, quando saiu na rua, viu dois rapazes (um a pé e um de moto) saindo de perto da gata, que estava muito machucada. “Minha vizinha é muito idosa e não soube dizer direito o que aconteceu. Porém, acreditamos que eles tentaram roubá-la de novo”, contou.

Desde então, Cristal ficou internada em uma clínica veterinária e precisou passar por uma cirurgia nos olhos. A tutora do animal teve que pedir um cartão de crédito emprestado para pagar todos os procedimentos, mas não conseguiu deixar Cristal internada devido a falta de dinheiro. Cada dia de internação é R$ 120.

“Ela estava sendo alimentada por sonda. Agora eu assinei um termo de responsabilidade na clínica para tirá-la de lá e conseguir guardar um dinheiro para a próxima cirurgia da mandíbula, que foi quebrada em três lugares. Estou tentando alimentar, dar água e remédios aqui em casa”, desabafou.

Segundo Wanda, ela foi muito criticada por pedir ajuda para um animal de raça. “É chato a gente estar pedindo, pois ouvimos coisas que machucam a gente. Mas eu tenho fé, estou até fazendo faxinas e criei uma vaquinha virtual para conseguir ajudar a Cristal”, disse. “Espero que esse caso mostre a responsabilidade das pessoas com animais em situação de rua”, concluiu.

 

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo