FINAL FELIZ            

Cachorro encontra um lar após sobreviver à acidente em córrego

Resgatado pelo Corpo de Bombeiros, o cachorro foi retirado do córrego em segurança e levado para o novo lar            
Foto: Corpo de Bombeiros

Um cachorro encontrou um lar após se acidentar em um córrego na cidade de Curitiba, no Paraná. O animal foi encontrado dentro do córrego, correndo risco de se afogar caso o nível da água subisse.

Resgatado na noite do último sábado (26), o cão foi socorrido após um morador do bairro perceber que ele estava em situação de vulnerabilidade. Preocupado, Gesser Jamil acionou o Corpo de Bombeiros.

O acidente aconteceu na avenida Santa Bernadete, no bairro Vila Lindóia. Preso dentro do córrego, o cachorro não conseguia sair do local por conta própria, mas teve sua vida salva após a chegada dos bombeiros.

O fato do cachorro ter se acidentado e sobrevivido comoveu o morador, que decidiu levá-lo para casa. Jamil informou ao portal Banda B que irá procurar o tutor do animal e, caso a suposta família não apareça, irá adotá-lo.

“Já tenho outros três cachorros, mas vou levá-lo para casa, dar um banho e cuidar dele”, afirmou.

O morador elogiou a ação dos bombeiros e reforçou que não seria possível salvar a vida do cachorro sem a intervenção da corporação.

Não compre, adote

A exploração de animais para venda é uma prática cruel que objetifica cães e gatos, reduzindo-os à condição de mercadorias. Por serem tratados como objetos, esses animais são alvos frequentes de maus-tratos, situação que só poderá ser coibida com o fim do comércio.

Engajados na luta em prol dos animais, ativistas incentivam a adoção e pedem que a sociedade se conscientize sobre a necessidade de abolir a venda de cachorros e gatos. Os protetores de animais explicam que, ao comprar um animal, o comprador não só compactua com a objetificação de um ser vivo, como incentiva o comércio como um todo, incluindo o que é feito pelos criadores que negligenciam e maltratam os animais.

Enquanto milhares de animais são comprados Brasil afora, outros milhões padecem nas ruas. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), 30 milhões de animais vivem em situação de rua no país. Sem cuidados, eles passam fome e sede, sofrem com o calor, o frio e as chuvas, adoecem e agonizam até a morte por conta de doenças e de atropelamentos. Também são vítimas de agressões e até de estupros. Frágeis e inocentes, o pedido que eles fariam, caso pudessem falar, seria: não compre, adote um animal abandonado.

Comente

Comunicar erro

Obrigado por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta.

Faça uma doação
               

Veja Também

ir para o topo